Recentemente, o Ministério da Agricultura da China (MOA) fez uma resposta à proposta sobre os padrões locais para pesticidas proibidos ou restritos que foram apresentados na Segunda Sessão do 13º Congresso Nacional do Povo (NPC). De acordo com a resposta, grande importância está ligada ao manejo e aplicação de pesticidas com baixa toxicidade e baixo risco.

Para além de algumas medidas práticas, o MOA enfatiza que os seguintes dez pesticidas serão retirados do mercado chinês por etapas e em grupos dentro de cinco anos: Aldicarbe, etoprofos, Isocarbophos, forato, Isofenfos-metilo, Carbonfuran, ometoato, metomil, Fosforeto de alumínio e cloropicrina.

A MOA tem feito esforços para controlar alguns defensivos químicos nos mercados desde 2002. Com base na avaliação de risco, o MOA proibiu ou restringiu alguns produtos, entre os quais 45 foram proibidos e 22 tiveram restrições.

Além disso, foram tomadas medidas com relação a vendas contratuais, compra de nomes reais e gerenciamento de rastreabilidade, para que o processo completo desde a produção, a circulação até a utilização possa ser supervisionado. Alguns agroquímicos foram proibidos também para venda on-line e aplicação na produção de vegetais e chá.

Empresas e instituições de pesquisa científica têm sido incentivadas a pesquisar e desenvolver, bem como registrar defensivos com baixa toxicidade, baixo resíduo e alta eficiência.

Na etapa seguinte, mais três medidas serão executadas: em primeiro lugar, um cronograma de eliminação e políticas relevantes será divulgado após os especialistas terem realizado um estudo sobre o impacto que os 10 agroquímicos mencionados acima têm na produção agrícola e na operação comercial.

Em segundo lugar, as empresas são altamente encorajadas a introduzir produtos alternativos. Simultaneamente, novas técnicas e novos equipamentos serão incentivados. Por último, mas não menos importante, será dada atenção à popularização de como usar agroquímicos de uma maneira mais segura.

Fonte: CCM 

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.