Saiba quais as principais espécies de plantas daninhas classificadas na Família Rubiaceae.

No texto de hoje vamos explorar a Família Rubiaceae, que possui importantes espécies de plantas daninhas.

Algumas espécies desta família, como a poaia e a vassourinha-de-botão são tolerantes ao herbicida glyphosate.

Esta família tem distribuição cosmopolita e contém, aproximadamente, 550 gêneros e 9.000 espécies. 

No Brasil são encontrados 130 gêneros e 1.500 espécies.

São espécies que preferem solos ácidos e arenosos, são frequentemente encontradas em pomares, cafezais, pastagens e lavouras perenes.

Planta daninha da família Rubiaceae: poaia-branca (Richardia brasiliensis).

Os principais gêneros encontrados são: Diodella, Diodia, Richardia e Spermacoce.

São plantas que apresentam porte herbáceo, arbustivo ou arbóreo.

Pelas folhas é possível identificar a família e os gêneros.

As folhas são simples, sempre dispostas de forma oposta e com as estípulas pouco ou muito concrescidas localizadas entre os pecíolos foliares.

Fonte: Afrodith e Pablo (2018).

As flores são reunidas em inflorescências ou isoladas, cálice tetrâmero ou pentâmero, corola com 4 a 8 pétalas, estames em número igual e gineceu pluricarpelar normalmente com ovário ínfero. 

Os frutos são secos do tipo esquizocarpo ou cápsulas ou então carnosos do tipo drupoide ou bacoide.

As principais espécies pertencentes a esta família são:

  • Diodella teres (mata-pasto, quebra tigela de folha estreita);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

  • Richardia brasiliensis (poaia, poaia branca, poaia do campo);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

  • Richardia grandiflora (bernarda, ervanço, ipeca-mirim, poaia, poaia da praia, poaia rasteira, poaia rósea);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

  • Richardia scabra (poaia do cerrado);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

  • Spermacoce capitata (hortelã, poaia da praia, poaia-botão, poaia do campo, vassourinha);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

  • Spermacoce latifolia (cordão de frade branco, erva de lagarto, erva quente, perpétua do mato, poaia do arador, poaia do campo);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

  • Spermacoce palustris (erva de lagarto, poaia do brejo);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

  • Spermacoce suaveolens (poaia, poaia do campo, vassoura de botão, vassourinha);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

  • Spermacoce verticillata (cordão de frade, erva-botão, falsa poaia, perpétua do mato, poaia preta, poaia-rosário, vassourinha, vassoura de botão);

Fonte: Manual de Identificação de Plantas Infestantes.

Quer saber mais sobre a vassourinha-de-botão? Então leia também o texto sobre: “O que você deveria saber sobre a vassourinha-de-botão”.

Casos de resistência a herbicidas na Família Rubiaceae

Não temos no mundo, nem no Brasil casos de biótipos de plantas daninhas resistentes nesta família.

Conclusão

No texto de hoje vimos sobre as plantas daninhas pertencentes à Família Rubiaceae.

Entendemos melhor sobre as principais características das plantas daninhas e quais as principais espécies.

O conhecimento da biologia das espécies de plantas daninhas nos auxilia na tomada de decisão, somente identificando corretamente as espécies é que poderemos selecionar o melhor método de controle.

Referências utilizadas neste artigo:

Aspectos da biologia e manejo das plantas daninhas / organizado por Patrícia Andrea Monquero – São Carlos: RiMa Editora, 2014.

Manual de Identificação de Plantas Infestantes. Moreira e Bragança (2010). FMC.

Gostou do texto? Tem mais dicas sobre à Família Rubiaceae? Adoraria ver o seu comentário abaixo!

Sobre a Autora: Ana Ligia Girardeli, Sou Engenheira Agrônoma formada na UFSCar. Mestra em Agricultura e Ambiente (UFSCar) e Doutora em Fitotecnia (USP/ESALQ). Atualmente, estou cursando MBA em Agronegócios.

2 Comentários

  1. Parabéns para a equipe. Fico muito satisfeita com o uso dos livros da FMC. Sou Horlandezan Belirdes Nippes Bragança. Uma das autoras. Identifico e descrevo as espécies.

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.