Se tratando de cultivos sob sistema de plantio direto, em especial de soja, o uso de rotação de culturas é fundamental para a sustentabilidade do sistema, auxiliando no controle de plantas daninhas, erosão superficial, aumento da matéria orgânica do solo, entre outros benefícios.

Mas é possível aumentar a produtividade da soja só escolhendo a cultura a ser utilizada na rotação em cultivos de entressafras?

Conforme estudo realizado por BALBINOT JUNIOR et. al, (2019) é possível sim. Neste estudo, os autores avaliaram as respostas de produtividade em soja cultivada em sucessão a diferentes culturas, em sistema de pousio e diferentes doses de adubação com Nitrogênio (N) mineral.



Os tratamentos avaliados foram: pousio (área mantida sem cultivo na entressafra), braquiária, crotalária, milho segunda safra com 0 kg.ha-1 de N em cobertura, milho segunda safra com 80 kg.ha-1 de N em cobertura, e trigo. Também foram avaliados o cultivo da soja com 0 e 30 kg.ha-1 de N em cobertura no momento da semeadura para duas safras 2016/17 e 2017/18 (tabela 1).

Tabela 1. Produtividade de grãos de soja em função da cultura antecessora e doses de Nitrogênio mineral para as safras 2016/17 e 2017/18.

Adaptado: BALBINOT JUNIOR et. al, (2019).

Visando avaliar a contribuição para o sistema de produção na segunda safra, as parcelas experimentais mantiveram a distribuição da safra anterior, Em um primeiro momento, não é verificada a diferença significativa para a produtividade da soja com base na cultura antecessora nem para doses de N mineral para a safra 2017/17, contudo, maiores produtividade foram observadas quando cultivada a soja após o trigo.

No entanto, para a segunda safra (2017/18), os autores destacam a diferença de produtividade encontrada para a soja cultivada após braquiária e trigo em relação aos demais tratamentos, onde de uma safra para outra se teve um incremento de produtividade de 14,9% para o cultivo de soja após braquiária e 10,7% para a soja cultivada após trigo, ressaltando que para ambas as safras os tratos culturais foram os mesmos. Já a adubação com N mineral em cobertura para a soja não apresentou resultados que diferissem estatisticamente.

Dessa forma, é visível a importância que a braquiária e o trigo desempenham no sistema produtivo da soja e os benefícios que trazem com relação a produtividade da cultura, contudo, cabe destacar que cada sistema de produção apresenta suas particularidades e é necessário um estudo mais aprofundo que indique para cada região, tipo de solo e sistema de produção quais as melhores alternativas de culturas a serem utilizadas na entressafra visando ao incremento da produtividade da soja.

Veja também: Uso de crotalária como alternativa no controle de nematoides 

Referências:

BALBINOT JUNIOR et. al. DESEMPENHO DA CULTURA DA SOJA EM FUNÇÃO DE CULTURAS DE ENTRESSAFRA E ADUBAÇÃO NITROGENADA. Resumos expandidos XXXVII Reunião de Pesquisa de Soja, Embrapa, Londrina, p. 15-17, 2019.

GONÇALVES, et. al. ROTAÇÃO DE CULTURAS. Circular Técnica, n. 45, Embrapa, 2007.

Fique atualizado, confira nossos cursos clicando aqui!!!

Redação: Maurício Siqueira dos Santos – Eng. Agrônomo

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.