Na safra 2019/20, segundo relatos, uma característica indesejada vem se destacando em grãos e sementes de soja colhidos principalmente em lavouras do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Trata-se da ocorrência de sementes esverdeadas. Mas por que isso ocorre? Quais as causas, como prevenir e o como interfere na qualidade dos grãos e sementes?

Segundo FRANÇA-NETO et. al, (2012) a produção de sementes esverdeadas está relacionada a submissão de plantas ainda imaturas a condições de estresse, sendo as principais as altas temperaturas e déficits hídricos no período final do enchimento de grãos. Isso por que durante este período, há uma rápida translocação de reservas para os grãos ou sementes e uma baixa taxa fotossintética. A interrupção repentina desse processo interfere na degradação da clorofila dos grãos (que ainda estão verdes), impedindo que estes alcancem a coloração amarela característica dos grãos de soja, além de interferir no tamanho do grãos e produtividade da cultura.

Figura 1. Grãos de soja esverdeados.

Foto: Danilo Estevão.

Fisiologicamente, a coloração esverdeada dos grãos é consequência da interrupção da ação das enzimas clorofilase e magnésio-chelatase, responsáveis por degradar a clorofila dos grãos ou sementes. Além dos fatores externos como altas temperaturas e déficits hídricos, fatores biótipos como sanidade de plantas, bem como presença de doenças, intenso ataque de insetos e pré-disposição genética podem desempenhar papel de agentes atenuadores do esverdeamento de grãos ou sementes.

Cuidados com o manejo da cultura também são imprescindíveis para evitar a ocorrência de grãos ou sementes esverdeadas, o uso de dessecantes em momento incorreto em pré-colheita pode acarretar na interrupção da ação das enzimas que atuam na degradação da clorofila e consequentemente resultar em altos índices de grãos ou sementes esverdeadas na lavoura.

Além disso, efeitos como diminuição da qualidade fisiológica da soja são observados em sementes esverdeadas quando comparados a sementes normais. Avaliando dois soltes de sementes de soja, os quais continham sementes esverdeadas, ZORATO et. al, (2007) observou perda significativa de germinação, vigor, condutividade elétrica e emergência a campo quando realizados os testes nas sementes esverdeadas e em sementes amarelas (sem nenhuma semente esverdeada). Os resultados demonstram redução de germinação de 68,62% para o primeiro lote e mais de 100% para o segundo lote quando comparadas sementes amarelas e esverdeadas (tabela1).

Tabela 1. Comparação entre germinação, vigor e emergência a campo de sementes de soja esverdeadas e amarelas de dois lotes.

Adaptado: ZORATO et. al, (2007).

A diminuição do vigor em sementes esverdeadas também foi observada por COSTA et. al, (2001), onde para quatro cultivares de soja avaliadas, todas apresentaram considerável perda de vigor com o aumento das sementes esverdeadas (figura 2).

Figura 2. Avaliação do índice de vigor em quatro cultivares de soja (CD 201, BRS 138, MG/BR 46 (Conquista) e Emgopa 302), com diferentes índices de sementes esverdeadas, determinado pelo teste de tetrazólio.

Fonte: COSTA et. al, (2001)

Outra característica importante da interferência de sementes esverdeadas é quando a produção de óleo para indústria, uma vez que a clorofila presente nos grãos não se degrada no processo de produção de óleo de soja e é necessário que se realizem processos de filtragem especiais para diminuir a coloração esverdeada do óleo, o que acarreta em maiores custos de produção.

Em vídeo, o pesquisador da Embrapa França Neto aborda as principais causas do ocorrência de sementes esverdeadas, sua importância e consequência na produtividade e qualidade da soja de forma sucinta e prática.

Confira o vídeo.


Inscreva-se no Canal: Embrapa – Radar da Tecnologia 


Veja também: Quantos dias vive um percevejo?

Referências:

COSTA, et. al. EFEITO DE SEMENTES VERDES NA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE SOJA. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v.23, n.2, p.102-107, 2001.

FRANÇA-NETO et. al. SEMENTE ESVERDEADA DE SOJA: CAUSAS E EFEITOS SOBRE O DESEMPENHO FISIOLÓGICO – SÉRIE SEMENTES. Embrapa, Circular Técnica, Londrina, n. 91, 2012.

ZORATO et. al. PRESENÇA DE SEMENTES ESVERDEADAS EM SOJA E SEUS EFEITOS SOB SEU POTENCIA FISIOLÓGICO. Revista Brasileira de Sementes, vol. 29, nº 1, p.11-19, 2007.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.