O sojicultor brasileiro enfrentou uma safra de grande superação, com intensas particularidades, desde a programação inicial até a colheita.  Destaque para os custos dos insumos muito superiores ao esperado e a escassez de chuva na Região Sul, que impactou falhas na germinação, abortamento de flores, pouco enchimento e má qualidade de grãos.

Apesar desse cenário adverso, o Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja Safra 21/22, organizado pelo CESB, teve forte adesão de sojicultores e consultores de várias regiões brasileiras, totalizando pouco mais de 5.400 inscrições.

De acordo com Veranice Borges, coordenadora técnica do CESB, os produtores mostraram grande resiliência, realizaram replantios e redobraram a atenção em relação ao manejo para reduzir os custos de produção.

“Nesta safra, mais do que nunca, os produtores, consultores e patrocinadores mostraram confiança e entusiasmo com o Desafio de Máxima Produtividade do CESB. Já estamos na fase da realização das auditorias das áreas inscritas, momento em que o CESB vai a campo checar e validar informações do sistema produtivo, e aferir a produtividade. Ficamos honrados em poder incentivar essa cadeia produtiva e estamos nos preparando para reconhecer os produtores e consultores campeões dessa safra”, acrescenta.

Leonardo Sologuren, presidente do CESB, observa que o Desafio se firma ano a ano como uma real oportunidade para o agronegócio brasileiro utilizar ainda mais práticas sustentáveis de excelência no cultivo de soja, além de incentivar o compartilhamento de informações entre os agentes de todo o sistema produtivo.

“Essa empreitada ajuda os produtores a encontrarem maneiras de obter crescimento da produção de forma vertical, ou seja, visando o aumento da produtividade, de forma sólida, sustentável e rentável”, pontua.

Regiões – A região Sul, que historicamente tem uma maior atuação no Desafio, representou 52,5% das inscrições, seguida pela Região Centro Oeste, com 19,5 %.

As regiões Norte e Nordeste registraram um aumento expressivo no número de inscritos, com 16,7 % e 7,2%, respectivamente, em relação ao desafio anterior.

A coordenadora técnica do CESB observa que esse crescimento mostra que as ações realizadas pelo CESB no Norte e Nordeste têm sido extremamente efetivas. “O CESB irá, por exemplo, reconhecer separadamente os produtores e consultores campeões das regiões Norte e Nordeste, com o objetivo de destacar a potencialidade e os esforços locais”.

Fórum Nacional de Máxima Produtividade da Soja

A revelação dos campeões do Desafio CESB acontece em junho, durante o Fórum Nacional de Máxima Produtividade de Soja. Na ocasião, serão revelados os cases de todos os produtores e consultores que alcançaram as maiores marcas de produtividade do Brasil, com o intuito de compartilhar informações preciosas para os sojicultores que desejarem elevar os seus patamares nas próximas safras. “Isso faz parte da filosofia do CESB, que é levar dados auditados que mostrem para todos os sojicultores como ajudar a elevar a média nacional com rentabilidade e sustentabilidade”, relata Luiz Silva, Diretor Executivo da organização.

O CESB foi criado com o objetivo de oferecer um ambiente regional e nacional que estimule sojicultores e consultores técnicos a desafiar seus conhecimentos incentivando  o desenvolvimento de práticas de cultivo inovadoras. O CESB é composto por 19 membros e 30 entidades patrocinadoras: BASF, BAYER, SYNGENTA, UPL, FMC, JACTO, Mosaic, Superbac, Corteva, Elevagro, Eurochem Fertilizantes, ICL, ATTO Sementes, Stoller, Timac Agro, Brasmax, Stara, Datafarm, Somar Serviços Agro, Ubyfol, Fortgreen, KWS, Yara, Sumitomo Chemical, FT sementes, Biotrop, Koppert, Massey Ferguson e IBRA.

Além do tradicional Desafio Nacional de Máxima Produtividade da Soja, o CESB realiza uma série de outras ações que visam o incremento da produtividade média da sojicultura nacional de maneira sustentável e rentável para seus participantes e sociedade.

Mais informações pelo telefone: (15) 3418.2021 ou pelo site www.cesbrasil.org.br

Fonte: Assessoria de imprensa CESB

Foto de capa: Divulgação Cesb

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.