A inoculação com bactérias do gênero Bradyrhizobium nas sementes de soja permite que a cultura realize a fixação biológica de nitrogênio. Tal fato proporciona um aporte ao redor de 300 kg de N ha-1 (Campo et al., 2009). A enzima nitrogenase é a responsável por realizar a quebra da tripla ligação do nitrogênio, ou seja, realizar a fixação propriamente dita (Hungria et al., 2001).

Contudo, alguns fatores podem afetar o processo de fixação, como variáveis edafoclimáticas, práticas de manejo e também a associação de inoculantes com fungicidas (Hungria et al., 2007; Campo et al., 2009). Os fungicidas podem causar toxidez às bactérias nodulantes, assim como inibir o seu desenvolvimento (Andrés et al., 1998).

Em trabalho apresentado e publicado nos anais do VIII Congresso Brasileiro de Soja, número 111, página 362 da sessão de Fisiologia Vegetal, Agrometeorologia e Práticas Culturais, realizado em Goiânia no ano passado, os autores ENGROFF, T.D.; SARTORI, F.F.; SANCHES, T.H.G.; PESSOTTO, M. V; SOAVE, J.M. PEREIRA, I.S.; SCHWERZ, F.; NASCIMENTO, V.M.T.; SANTOS, G.F.M.; MIRANDA, H.L.; SOUZA, J.B. e DOURADO-NETO, D. avaliaram o número de nódulos, a massa de nódulos e a atividade da enzima nitrogenase de bactérias presentes nos nódulos de plantas provenientes de sementes armazenadas com tratamento associado de fungicidas com inoculantes, no estádio fenológico V4.

O trabalho pode ser acessado nos anais do VIII Congresso Brasileiro de Soja, número 65, página 223 da sessão de Entomologia.



Este trabalho tomou como hipótese que o uso de fungicidas em associação com inoculantes, e o armazenamento de sementes, causam efeito negativo na atividade da nitrogenase das bactérias presentes nos nódulos de plantas de soja, bem como na formação dos mesmos. O experimento foi conduzido na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, localizado no município de Piracicaba-SP, em vasos de 9L contendo substrato areia + vermiculita (2:1).

Os produtos comerciais utilizados foram: (i) Standak Top = tiofanato-metílico + piraclostrobina + fipronil; (ii) Maxim Advanced = metalaxil-M + tiabendazol + fludioxonil; e (iii) Derosal Plus = carbendazim + tiram.

O inoculante utilizado pelos autores neste estudo foi o mesmo presente na tecnologia de inoculação via tratamento industrial de sementes (inoculante turfoso com concentração de unidades formadoras de colônia igual à 5×109.g-1 + polímero + osmoprotetor + pó-secante).

Os tratamentos utilizados foram os seguintes:

  • T1 – sem tratamento + inoculante (0 dias de armazenamento);
  • T2 – sem tratamento + inoculante (30 dias de armazenamento);
  • T3 – Standak Top + inoculante (0 dias de armazenamento);
  • T4 – Standak Top + inoculante (30 dias de armazenamento);
  • T5 – Maxim Advanced + inoculante (0 dias de armazenamento);
  • T6 – Maxim Advanced + inoculante (30 dias de armazenamento);
  • T7 – Derosal Plus + inoculante (0 dias de armazenamento);
  • T8 – Derosal Plus + inoculante (30 dias de armazenamento).

No armazenamento de 0 dias, o número de nódulos não foi influenciado pelos diferentes tratamentos de sementes, ao contrário do que ocorreu com o armazenamento de 30 dias. Na comparação entre os períodos de armazenamento, para todos os produtos, 30 dias obteve um menor número de nódulos quando comparado aos 0 dias, apesar de haver diferença estatística apenas para Standak Top.

Fonte: ENGROFF, T.D.; SARTORI, F.F.; SANCHES, T.H.G.; PESSOTTO, M. V; SOAVE, J.M. PEREIRA, I.S.; SCHWERZ, F.; NASCIMENTO, V.M.T.; SANTOS, G.F.M.; MIRANDA, H.L.; SOUZA, J.B. e DOURADO-NETO, D. (2019).

Foi observado também que a redução da nodulação na soja ocorre devido à redução do número de células viáveis na semente, causada pelo contato direto da bactéria com os fungicidas, e pela ação na formação dos nódulos. Após o decorrer de 24h, observou-se uma mortalidade bacteriana de mais de 60%.  Para a variável massa de matéria seca de nódulos, houve diferença estatística significativa entre os fatores, mas não interação (Tabela 2).

Fonte: ENGROFF, T.D.; SARTORI, F.F.; SANCHES, T.H.G.; PESSOTTO, M. V; SOAVE, J.M. PEREIRA, I.S.; SCHWERZ, F.; NASCIMENTO, V.M.T.; SANTOS, G.F.M.; MIRANDA, H.L.; SOUZA, J.B. e DOURADO-NETO, D. (2019).

O produto Standak Top foi estatisticamente superior aos demais, enquanto Derosal Plus foi o que apresentou a menor massa de nódulos. Quando foi comparado o tempo de armazenamento para todos os produtos, foi observado que 0 dias apresentou resultado superior à 30 dias, ou seja, 0 dias de armazenamento demostrou maior massa seca de nódulos.

A desuniformidade e alto coeficiente de variação observados para atividade da nitrogenase deve-se ao fato de que a avaliação ocorreu no início da formação e atividade dos nódulos. Portanto, a combinação entre diferentes tratamentos de sementes associados com inoculante em tempos de armazenamento de 0 e 30 dias, resultam em diferenças no número e massa de nódulos em plantas de soja no estádio fenológico V4.

Fonte: ENGROFF, T.D.; SARTORI, F.F.; SANCHES, T.H.G.; PESSOTTO, M. V; SOAVE, J.M. PEREIRA, I.S.; SCHWERZ, F.; NASCIMENTO, V.M.T.; SANTOS, G.F.M.; MIRANDA, H.L.; SOUZA, J.B. e DOURADO-NETO, D. (2019).


O trabalho pode ser acessado nos anais do VIII Congresso Brasileiro de Soja, número 65, página 223 da sessão de Entomologia.

Elaboração: Andréia Procedi – Equipe Mais Soja.

1 COMMENT

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.