Neste fim de semana, circulou informação que o governo da Argentina avalia aumentar as retenções em três pontos percentuais na soja, colocando o produtor no topo dos 33% autorizados pela Lei de Solidariedade Econômica e Reativação Produtiva aprovada no final do ano passado.

     Esta informação surgiu em meios de comunicação e especula-se que o anúncio faria parte do discurso do Presidente Alberto Fernández, que abrirá as sessões ordinárias do Congresso, no próximo domingo.

     Em dezembro passado, o governo aumentou a taxa de 24,7% para 30% para a exportação de soja e de 6,7% a 12% para o trigo e milho.

     Com isso, o governo aumentaria a retenção de soja e óleo para 33%, embora não houvesse alterações nas alíquotas de trigo, milho e carne.

     As informações são da Agência CMA Latam.

    Fonte: Agência Safras

Texto originalmente publicado em:
Agência Safras
Autor: Agência Safras

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.