O Imea divulgou nessa semana os dados sobre as comercializações de algodão em Mato Grosso para as safras 2018/19 e 2019/20, referentes ao mês de setembro, demonstrando que as negociações permaneceram em ritmo lento para a safra atual. O Instituto apontou um avanço de 0,52 p.p., e 6,40 p.p., nas vendas da pluma, para ambas as safras em relação ao mês de agosto, alcançando, assim, 81,06% e 50,53%, respectivamente.

Essa queda nas negociações, principalmente para a safra 18/19, está ligada à desvalorização na bolsa de Nova York, que permaneceu em baixa nos patamares dos últimos meses, sendo pouco atrativa para os produtores, aliada ainda à guerra comercial entre a China e os Estados Unidos.

Deste modo, os cotonicultores mato-grossenses estão aguardando a retomada de melhores preços no mercado para realizarem novas negociações, enquanto isso, estão fazendo as entregas de contratos já fixados.

Confira os principais destaques do boletim: 

• O preço Imea-MT encerrou a última semana com alta de 0,87%, aliada às cotações da ICE, cotado a um valor médio de R$ 75,12/@.

• As cotações da bolsa de Nova York para os contratos dez/19 e jul/20 aumentaram 1,15% e 1,11%, ficando cotadas a um preço médio semanal de R$ 61,28/@ e R$ 63,59/@, respectivamente.



• Diante das perspectivas em torno da declaração do Federal Reserve de promover novos cortes de juros para aquecer a economia dos EUA, a moeda americana encerrou a semana com queda de 0,85%, cotada a um preço médio de R$ 4,13/US$.

• O caroço, torta e óleo apresentaram valorização semanal de 2,14%, 0,18% e 2,02%, encerrando a um preço médio de R$ 407,96/t, R$ 490,94/t e R$ 2.096,23/t, respectivamente.

AUMENTO DAS ÁREAS:

O Imea divulgou a estimativa das safras 18/19 e 19/20 em Mato Grosso, consolidando os dados da área de algodão para 1,11 milhão de hectares e a primeira estimativa de 1,13 milhão de hectares, respectivamente.

Ao analisar a série histórica dos últimos cinco anos podemos perceber o grande aumento da área de algodão para o estado do Mato Grosso, e esse avanço tem sido bem mais expressivo para as safras 18/19 e 19/20, o produtor mato-grossense vem investindo em tecnologias e cada vez mais investindo na cultura do algodão dentro do estado.

Quanto produtividades o consolidado e o esperado é de 286,00 e 274,45 @/há, respectivamente. Assim, com o aumento das áreas, a produção também ganha destaque, alcançando volume recorce na safra 18/19, consolidando-se em um total de 4,79 milhão de toneladas de algodão em caroço.

Fonte: IMEA

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.