Em virtude da diversidade de pragas e doenças que podem incidir sobre a cultura da soja durante seu ciclo de desenvolvimento, a produção de soja em qualidade e quantidade competitiva e satisfatória é cada vez mais difícil. Em algumas lavouras, certas pragas já estão instaladas na área de cultivo, a exemplo dos nematóides fitopatogênicos que apresentam difícil controle e podem causar danos significativos para a cultura da soja.

Dentre os nematoides mais frequentes encontradas em áreas de produção de soja, podemos destacar o Pratylenchus brachyurus, também conhecido como nematoide das lesões. Dentre os sintomas das plantas atacadas, tem-se a formação de lesões nas raízes, e o baixo crescimento e murcha das plantas em horas mais quentes do dia em reboleiras.

Figura 1. Sintomas da ocorrência de nematóides em soja.

Foto: Cristiano Bellé

Mas qual a interferência desses nematoides na produtividade da soja?

No trabalho intitulado “População de Pratylenchus brachyurus no cultivo de soja sobre soja e sua influência na produtividade de grãos”, Ferrari et al. (2015), observaram que com o aumento populacional da praga ocorre o aumento da redução da produtividade da soja, destacando o potencial da praga em causar danos à cultura.



Figura 2. Relação entre produtividade da soja (BRS Valiosa RR) e a população de P. brachyurus nas raízes da cultura.

* equação significativa (teste F, p<0,05).
Fonte: Ferrari et al. (2015)

Os autores avaliaram a cultivar BRS Valiosa RR, a qual foi cultivada sob diferentes sistemas de sucessão/rotação de cultura, durante a safra 2013/2014. Ferrari et al. (2015) observaram que áreas onde se cultivou soja 2° safra apresentaram maior homogeneidade de distribuição de nematoides e maior número de indivíduos.

Conforme os resultados obtidos por Ferrari (2015), em áreas onde se cultivou soja após soja foi possível observar redução de produtividade da soja de até 200 kg.ha-1, evidenciando a importância da rotação de culturas na obtenção de boas produtividades de soja, especialmente em áreas infestadas por nematoides. Como visualizada na figura 2, há uma perda de 91 kg ha-1 na produtividade da soja a cada 100 nematoides/g de raiz de soja, no estádio de florescimento. Ou seja, há perda de uma saca de soja por ha a cada 65 nematoides/g de raiz (Ferrari et al., 2015).

Veja também:  Soja após Crotalária – aumento da produtividade e controle de nematoides

Tendo em vista a elevada redução que os nematoides podem causar na cultura da soja, em especial em áreas de sucessão, deve-se atentar para práticas de manejo que possibilitem redução populacional da praga e de sua interferência na produtividade da cultura, tais como a inserção de plantas como a crotalária na rotação de culturas.


Referências:

FERRARI, E. et al. POPULAÇÃO DE Pratylenchus brachyurus NO CULTIVO DE SOJA SOBRE SOJA E SUA INFLUÊNCIA NA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS. Embrapa, IV Jornada Científica da Embrapa Agrossilvipastoril, 2015. Disponível em: < https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1044506/populacao-de-pratylenchus-brachyurus-no-cultivo-de-soja-e-sua-influencia-na-produtividade-de-graos >, acesso em: 24/12/2020.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.