InícioDestaqueMercado brasileiro tem poucos negócios em junho com foco no plantio

Mercado brasileiro tem poucos negócios em junho com foco no plantio

O mercado brasileiro de trigo registrou poucos negócios em julho. Os preços também oscilaram pouco no mês. O foco dos produtores seguem sobre o plantio. Os moinhos, por sua vez, se mostram bem abastecidos e entram no mercado apenas em busca de oportunidades mais atrativas.

No Rio Grande do Sul, as cotações apresentaram alguma recuperação nos últimos dias, o que sinaliza que atingiram um ponto de suporte. Assim, os produtores renovam a expectativa por melhores preços. Por outro lado, os compradores seguem pouco flexíveis. A perspectiva de uma boa safra nova, a recente queda do dólar e a derrocada das cotações internacionais contribuiu para a pressão baixista ao longo da maior parte do mês.

A demanda pelo grão brasileiro, principalmente o gaúcho, cresceu devido à escassez na Argentina. Houve registro de embarques via cabotagem para o Nordeste, mas o produto russo segue mais competitivo para a região.

Paraná

O Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, informou, em seu relatório semanal, que o plantio da safra 2023 de trigo do estado atinge 91% da área estimada de 1,380 milhão de hectares, contra 1,221 milhão de hectares em 2022, alta de 13%. Conforme o Deral, 95% das lavouras estão em boas condições e 5% em situação média, com 8% em germinação, 71% em crescimento vegetativo, 17% em floração e 4% em frutificação. No dia 19 de junho, 83% da área havia sido plantada, com 94% das lavouras em boas condições e 6% em situação média, divididas entre as fases de germinação (7%), crescimento vegetativo (82%), floração (9%) e frutificação (2%).

Rio Grande do Sul

O plantio de trigo atinge 65% da área no Rio Grande do Sul. Segundo a Emater/RS, na semana passada, eram 55%. Em igual momento do ano passado, 60%. A média dos últimos cinco anos para o período é de 75%. A área cultivada na safra 2023 está estimada em 1.505.704 hectares, e a produtividade prevista é de 3.021 kg/ha.

Argentina

Levantamento semanal divulgado hoje pelo Ministério da Economia da Argentina, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca, indicou que o plantio de trigo da safra 2023/24 atingiu 63% da área total prevista de 6,053 milhões de hectares. De acordo com o Ministério, na semana anterior a semeadura estava em 50%. No mesmo período do ano passado, o plantio atingia 69% dos 5,905 milhões de hectares cultivados na temporada 2022/23.

Fonte: Agência Safras



 

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares