O mercado brasileiro de milho deve ter uma terça-feira de negócios parados. Os consumidores e produtores atuam de maneira retraída, de olho nos principais formadores de preços e aguardando oportunidades para uma evolução na comercialização. No cenário internacional, a Bolsa de Mercadorias de Chicago registra alta e o dólar cai frente ao real.

O mercado brasileiro de milho registrou cotações estáveis nesta segunda-feira. O ritmo de negócios está arrastado em várias localidades do país, a exemplo de Paraná e São Paulo. Os consumidores atuam com pouca força, apostando em preços mais fracos em breve, avaliando o andamento da safrinha. Por outro lado, os produtores estão mais retraídos na fixação de oferta, avaliando os movimentos recentes dos futuros e especulando com estresse do mercado. O Wxmaps prevê chuvas pontuais para o Centro-Oeste e Sudeste nos próximos dias apenas.

No Porto de Santos, o preço ficou entre R$ 59,50/62,00 (compra/venda) a saca (CIF). Já no Porto de Paranaguá, cotação entre R$ 58,50/64,00 (compra/venda) a saca.

No Paraná, a cotação ficou em R$ 56,00/58,00 (compra/venda) a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 55,00/57,00 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 61,00/63,00 a saca.

No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 63,50/65,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 51,00/52,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 46,00/48,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 40,00/42,00 a saca em Rondonópolis.

CHICAGO

* Os contratos com entrega em julho de 2024 operam com alta de 1,25 centavo, ou 0,26%, cotados a US$ 4,73 3/4 por bushel.

* O mercado estende os ganhos do pregão anterior, com o progresso do plantio nos Estados Unidos abaixo da média. Os investidores também mantêm as atenções nas enchentes no sul do Brasil.

* O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou relatório sobre a evolução do plantio das lavouras de milho. Até 12 de maio, a área plantada estava estimada em 49%. Na semana passada, eram 36%. Em igual período do ano passado, o número era de 60%. A média para os últimos cinco anos é de 54%.

*Ontem (13), os contratos de milho com entrega em julho de 2024 fecharam a US$ 4,72 1/2 por bushel, alta de 2,75 centavos de dólar, ou 0,58%, em relação ao fechamento anterior. A posição setembro de 2024 fechou a sessão a US$ 4,81 3/4 por bushel, avanço de 1,75 centavo de dólar, ou 0,36%, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra baixa de 0,22% a R$ 5,1400. O Dollar Index registra desvalorização de 0,02% a 105,19 pontos.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam com preços mistos. Xangai, -0,07%. Japão, +0,46%.

* As principais bolsas na Europa operam com índices mistos. Paris, +0,05%. Frankfurt, -0,10%. Londres, +0,23%.

* O petróleo opera em baixa. Junho do WTI em NY: US$ 78,81 o barril (-0,39%).

AGENDA

– Dados sobre as lavouras do Paraná – Deral, na parte da manhã.

– EUA: A leitura do índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) de abril será publicada às 9h30 pelo Departamento do Trabalho.

– Resultado financeiro da JBS.

—–Quarta-feira (15/05)

– Eurozona: A leitura preliminar do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre será publicada às 6h pelo Eurostat.

– Eurozona: O índice de produção industrial de março será divulgado às 6h pelo Eurostat.

– O BC divulga, às 9h, o IBC-Br de março.

– EUA: A leitura do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de abril será publicada às 9h30 pelo Departamento do Trabalho.

– EUA: A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 11h30 pelo Departamento de Energia (DoE).

– Esmagamento de soja nos Estados Unidos em abril – Nopa, 13h.

– Custos de produção de soja, milho e algodão no MT – Imea, 16h.

—–Quinta-feira (16/05)

– A FGV divulga, às 8h, o IGP-10 de maio.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30.

– EUA: A produção industrial e a capacidade utilizada nos Estados Unidos em abril será divulgada às 10h15 pelo Federal Reserve.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Relatório de condições das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, na parte da tarde.

– Dados sobre o desenvolvimento das lavouras no RS – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (17/05)

– China: O índice de produção industrial de abril será publicado na noite anterior pelo departamento de estatísticas.

– Eurozona: A leitura revisada do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de abril será divulgada às 6h pelo Eurostat.

– Dados de evolução das lavouras do Mato Grosso – IMEA, 16h.

Autor/Fonte: Pedro Carneiro / Safras News

FONTE

Autor:Safras News

Site: Safras News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.