As negociações envolvendo milho estão lentas no Brasil, mas os preços seguem em alta em todas as praças acompanhadas pelo Cepea. A maior parte dos vendedores está cautelosa, fechando negócios apenas conforme a necessidade, ao passo que compradores mostram interesse em realizar novas aquisições.

Além disso, os embarques de milho estão em ritmo intenso, o que também reforça a alta nos preços domésticos. Entre 27 de setembro e 4 de outubro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas, SP) subiu 2,8%, a R$ 39,97/sc de 60 kg na sexta-feira, 4.

Fonte: Cepea


Texto originalmente publicado em:
CEPEA
Autor: Cepea/Esalq

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.