O mercado brasileiro de milho apresentou novamente preços de estáveis a mais altos nesta quarta-feira. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, o mercado mantém-se lento e muito firme nas cotações. “A logística da soja começa a dificultar o fluxo do milho e os preços podem subir após o Carnaval”, comenta.

No Porto de Santos, o preço ficou entre R$ 43,00 e R$ 52,00 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), preço entre R$ 43,00 e R$ 48,00 a saca.

No Paraná, a cotação ficou em R$ 46,00/47,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 51,00/52,00 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 54,50 – R$ 55,00 a saca.

No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 48,00/49,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 50,00/52,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 46,00 – R$ 47,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 45,00/47,00 a saca em Rondonópolis.

Chicago

A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou com preços mais baixos. O mercado realizou parte dos lucros acumulados ontem, quando subiu quase 1,5%.

Os investidores também se posicionam frente ao Fórum Outlook do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que começa nesta quinta-feira em Washington. O sentimento do mercado é dividido, com alguns operadores esperando estoques globais amplos para os grãos, enquanto outros aguardam um relatório mais positivo aos preços. Analistas esperam que a safra de milho seja estimada em 15,111 bilhões de bushels, numa área de 93,6 milhões de acres. A produtividade é esperada em 176,5 bushels por hectre.

Os contratos de milho com entrega em março fecharam a US$ 3,80 1/2, com baixa de 2,50 centavos ou 0,65%. A posição maio de 2019 fechou a US$ 3,85 1/4 por bushel, recuo de 2,25 centavos de dólar, ou 0,58%, em relação ao fechamento.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com alta de 0,11%, sendo negociado a R$ 4,3650 para venda e a R$ 4,3630 para compra, um novo recorde para um fechamento. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,3780 e a máxima de R$ 4,3630.

Fonte: Agência SAFRAS

Texto originalmente publicado em:
Safras e Mercados
Autor: Lessandro Carvalho - Agência SAFRAS

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.