European corn borer damage to a fresh sweet corn tassel
Danos da broca europeia do milho. Foto: Ben Phillips, Extensão MSU

Entomologistas da Universidade de Guelph, no Canadá, confirmaram a resistência da broca europeia do milho (espécie Ostrinia nubilalis, praga que pode destruir de 20% a 60% da cultura) à proteína Cry1F Bt (Herculex 1). Este é o primeiro caso de resistência da broca do milho europeia a qualquer milho com proteínas Bt. As populações resistentes foram coletadas no final da temporada de 2018 em váras lavouras no leste do Canadá e testadas quanto à resistência em laboratório neste inverno. Os resultados do ensaio mostraram “100% de resistência”.

Em um mundo perfeito, os híbridos com apenas um gene de resistência deveriam dar espaço nas lavouras aos piramidais com múltiplos Bts, que são mais eficientes no manejo da praga.  do Departamento de Entomologia da  recomenda aos produtores que estejam enfrentando este problema que não utilizem esses híbridos com gene único de resistência, e se caso utilizarem, que certifiquem-se de plantar o refúgio exigido de 20% ao cultivar suas lavouras.

Ostrinia nubilalis, Foto: Frank Peairs, Colorado State University, Bugwood.org, disponível no Portal Defesa Vegetal.Net

“Este é o primeiro caso de resistência da broca europeia do milho a qualquer tipo de milho Bt. Produtores de regiões com ocorrência desta praga devem ficar atentos e relatar o dano inesperado afirmou a pesquisadora”


Este artigo foi publicado pela Michigan State University Extension. Para mais informações, visite http://www.msue.msu.edu.

O trabalho completo pode ser acessado no link: European corn borer resistance confirmed to Cry1F Bt corn.

Foto de capa: Ostrinia nubilalis, Foto: Frank Peairs, Colorado State University, Bugwood.org, disponível no Portal Defesa Vegetal.Net

Texto originalmente publicado em:

Autor:

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.