O peso sazonal da colheita continua se fazendo sentir sobre os preços do trigo nos dois principais estados produtores. Os preços médios do trigo no Paraná, segundo a pesquisa do Indicador Cepea, voltaram a cair 0,23%, nesta terça-feira, para R$ 830,58/tonelada, contra R$ 832,53/t do dia anterior. Com isto, o acumulado de outubro aumentou o seu percentual negativo para 0,27%.

A mesma pesquisa registrou também forte queda de 1,08% nos preços do trigo do RS, para a média de R$ 791,96/t, contra R$ 800,53/t do dia anterior, aumentando as perdas de outubro que já atingem negativos 6,13% (5,12% anterior). O mercado físico, no Rio Grande do Sul, safra velha não tem mais mercado, porque não há mais praticamente nenhuma disponibilidade.

Para recém colhido, moinhos hiper curtos de trigo pagam R$ 730,00/t. Para entregar segunda e terça-feira R$ 700,00/t. Para novembro R$ 650,00/t, todos preços FOB. Para exportação já foram negociadas cerca de 15.000 toneladas a R$ 730,00 sobre rodas no porto, trigo miling 12%.

O mercado físico, no Paraná, os preços de trigo novo caiu para R$ 840/845,00 (contra R$ 850,00 anterior) em Cascavel; em Maringá preços de R$ 860,00 FOB; em Ponta Grossa maior parte dos moinhos fora de mercado, mas preço de comprador caiu para R$ 880,00 a R$ 900,00 no moinho CIF moinho, com compradores tentanto R$ 850m00 sem sucesso e R$ 900,00 CIF em Curitiba.

Os preços de exportação para o trigo brasileiro em dezembro o preço está ao redor de US$ 169,69, liquidando no interior R$ 33,01/saca, que não é competitivo, porque o mercado interno paga R$ 39,00/saca.



Com relação às importações, o trigo argentino com 11,5% chegaria aos moinhos do RS e do PR, por via marítima (portos de Rio Grande e Paranaguá), ao redor de R$ 1.134,30 em outubro, R$ 962,25 em Novembro, R$ 947,29 em Dezembro, R$ 952,62 em Janeiro e R$ 992,50 em Março. Por via fluvial (desembarcadouro em Foz do Iguaçú) chegariam aos moinhos do Oeste do PR ao redor de R$ 1.108,85/tonelada.

Para os moinhos de SP, o trigo argentino chegaria via marítima a R$ 1.167,94/t, abaixo do trigo americano com TEC, que chegaria a R$ 1.264,70/t. Para Salvador o trigo americano com TEC chegaria a R$1.203,32/t e o argentino a R$ 1.110,67/t. Em Fortaleza o trigo americano com TEC chegaria a R$ 1.203,32/t e o trigo argentino a R$ 1.118,90/t.

Fonte: T&F Agroeconômica

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.