InícioDestaqueQual é o novo teto do preço do milho?

Qual é o novo teto do preço do milho?

Uma semana depois da liberação, pelo governo, das taxas de importação de milho de fora do Mercosul, os preços subiram, ao invés de caírem, como era a intenção inicial. Por que isto aconteceu?

Simplesmente porque os preços do milho importado são aproximadamente 17,34% maiores do que o maior preço pago no dia desta liberação. O maior efeito da liberação das taxas não foi baixar o preço, mas, aumentar o volume disponível pelo mercado. Eventualmente, num segundo momento, o preço poderá baixar, mas isto não é garantido.

Qual foi o efeito imediato da ação do governo sobre os preços?

Colocar um teto máximo na alta do preço do milho a curto prazo. Como demonstramos com um cálculo completo no dia 19, o custo do milho importado dos EUA, melhor fonte alternativa fora do Mercosul, seria de R$ 88,15/saca posto Concórdia-SC, ou Montenegro-RS, ou Cascavel-PR, por exemplo e este foi o parâmetro tomado inicialmente pelo mercado.

Imediatamente os preços do milho no mercado futuro da B3, passaram de R$ 75,92 no dia 16, sexta-feira, para R$ 77,25 (1,75%) na segunda-feira, R$ 79,92 na terça-feira (3,46%), R$ 83,92 na quarta- feira (5,00%) e recuaram para R$ 82,89 (-1,23%) na quinta-feira e R$ 80,03 (-3,45) nesta sexta, terminando a semana em alta efetiva de 5,41% em relação à sexta-feira anterior.

Também no mercado físico os preços subiram: o preço em Concórdia e Joaçaba-SC no dia 16, sexta-feira passada, era de R$ 73,50/saca. Na segunda-feira subiu para R$ 76,00 (3,40%), na terça e na quarta manteve os mesmos R$ 76,00, mas na quinta pulou para R$
80,00/saca, alta de 5,26%, mantendo este preço nesta sexta-feira, alta de 8,84% na semana.

Assim, os dois mercados, o físico e o futuro, parecem ter-se encontrado no nível de R$ 80,00/saca. Como se pode ver, a distância entre este preço e o preço do milho importado (R$ 88,00) ainda é de 10% e é este o espaço que há para o milho continuar a subir nos próximos dois meses, antes do início da colheita da safra de verão no RS, SC e PR. Se vai efetivamente subir ou não e quando compete ao mercado dizer, mas, há, sim este espaço.



Fonte:T&F Agroeconômica

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares