Em uma reunião online realizada nesta quarta-feira, 05 de junho, o Grupo de Trabalho (GT) de Sustentabilidade da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) deu um passo significativo na revisão estratégica do Programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR), que opera em parceria com a Better Cotton (BC), uma das principais certificadoras de algodão do mundo. O GT avaliou o início dos trabalhos de revisão do posicionamento em sustentabilidade e comunicação do ABR, que está sendo elaborado pela consultoria Lamparina, discutiu as novas ações do programa para as temporadas 2024/2025 e 2025/2026, bem como o regulamento da certificação das Unidades de Beneficiamento de Algodão (ABR-UBA).

O gestor de Sustentabilidade da Abrapa, Fabio Carneiro, explicou que o grupo está em processo de discussão do re-benchmarking com a BC. “Foram abordados feedbacks e analisadas as recomendações para aprimorar o protocolo, especialmente em relação aos requisitos de melhoria contínua, uso do solo, relacionamento com as comunidades e manejo integrado de pragas e doenças (MIPD)”, afirmou.

A consultoria Lamparina apresentou um relatório de diagnóstico do posicionamento em sustentabilidade e comunicação do ABR. O objetivo é promover um relacionamento mais eficaz com os stakeholders da entidade e fortalecer a divulgação das melhores práticas da produção sustentável da cotonicultura nacional.

A certificação do ABR/Better Cotton é um marco importante para a produção nacional, com mais de 80% da pluma brasileira atualmente certificada. O protocolo está há mais de 10 anos sendo implementado no Brasil, e passa por constantes atualizações, como a que está sendo discutida agora, para atender os mais rígidos critérios nacionais como internacionais.
A comprovação da atuação das propriedades é realizada com base em uma rigorosa auditoria independente, atualmente é conduzida por três empresas terceirizadas: Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Genesis Certifications e Qima/WQS.

O GT também discutiu as ações para atualizar a equivalência do protocolo ABR com os princípios e critérios v3.0 da Better Cotton, visando manter o alinhamento com os padrões mais recentes da organização. “Este esforço conjunto é fundamental para garantir que estejamos alinhados com as melhores práticas e padrões internacionais de sustentabilidade na produção de algodão”, afirmou Carneiro.

A reunião encerrou com a abordagem da atualização do regulamento da certificação das Unidades de Beneficiamento de Algodão (ABR-UBA), com auditorias do programa agendadas para o segundo semestre deste ano.

Fonte: ABRAPA



 

FONTE

Autor:Abrapa

Site: ABRAPA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.