InícioDestaqueComercialização de milho para a safra 22/23 segue atrasada em relação à...

Comercialização de milho para a safra 22/23 segue atrasada em relação à média dos últimos cinco anos e da safra passada

Segundo os dados da Secex divulgados no dia 09/05, as exportações brasileiras de milho totalizaram 64,11 mil toneladas, volume 84,97% inferior ao que foi observado no mesmo período de 2023. Em Mato Grosso, o principal produtor do cereal do país enviou ao exterior um total de 9,21 mil toneladas de milho em abr/24, o que representa uma redução de 95,93% no comparativo com mar/24.

Esses menores volumes exportados de milho em abril são comuns neste período do ano, já que os terminais nos portos estão voltados para a soja, devido ao período de entressafra do cereal. Entretanto, em abr/24 foram registrados os menores níveis dos últimos três anos, justificados pela saída repentina do principal importador dos últimos meses, a China.

Por fim, com a entrada da nova safra nos próximos meses, é esperado que as exportações retomem aos níveis observados dos últimos anos.

AUMENTO: devido ao impulso no mercado internacional, o preço do milho na B3 fechou com alta de 1,21% ante a última semana, e chegou à média de R$ 57,90/sc

ALTA: devido às condições climáticas no sul do Brasil, a CME-Group subiu 1,46% ante a última semana e ficou cotada a US$ 4,50/bu.

ACRÉSCIMO: o preço do milho disponível em Mato Grosso aumentou 3,23% na última semana e fechou na média de R$ 36,10/sc.

Segundo o Imea, a comercialização de milho para a safra 22/23 segue atrasada em relação à média dos últimos cinco anos e da safra passada

Em abr/24, os negócios alcançaram 96,97% da produção total, avanço de apenas 0,91 p.p. ante o mês anterior. Apesar do aumento de 5,08% no preço médio, isso não foi o bastante para estimular as novas vendas desta safra, uma vez que os produtores estão focados na safra 23/24.

Para o ciclo 23/24, as negociações chegaram a 33,33% da estimativa de produção, avanço de 7,71 p.p. ante mar/24. Esse aumento no interesse por novas vendas é resultado da alta nos preços e das perspectivas mais favoráveis para a produção. Porém, mesmo com esse acréscimo mensal, a comercialização está atrasada em 28,58 p.p. em relação à média das últimas cinco safras.

Quanto ao ciclo 24/25, apenas 1,60% da produção estimada foi vendida, avanço de 0,63 p.p. em abr/24 ante mar/24. Desse modo, a comercialização continua sendo a mais atrasada da série histórica.

Fonte: IMEA



 

FONTE

Autor:Boletim Semanal do Milho

Site: Imea

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares