InícioDestaqueMercado: Soja encerrou a terça-feira em baixa

Mercado: Soja encerrou a terça-feira em baixa

FECHAMENTOS DO DIA 14/05

O contrato de soja para maio24, referência para a safra brasileira, fechou em baixa de -0,54%, ou $ -6,50 cents/bushel a $ 1199,00. A cotação de julho24, referência para a safra brasileira, fechou em baixa de -0,41 % ou $ -5,00 cents/bushel a $ 1214,50. O contrato de farelo de soja para julho fechou em alta de 1,86 % ou $ 6,8 ton curta a $ 373,3 e o contrato de óleo de soja para julho fechou em baixa de -3,88 % ou $ -1,75/libra-peso a $ 43,40.

ANÁLISE DA BAIXA

A soja negociada em Chicago fechou em baixa nesta terça-feira. O mercado foi pressionado pelo desempenho do óleo de soja, que caiu quase 4%. O derivado, por sua vez, recuou após a Casa Branca não ter incluído o óleo usado de cozinha na lista de produtos chineses sujeitos a tarifas mais altas de importação. O óleo de soja acumulou ganho de quase 6% nas últimas duas sessões, com rumores de que o governo norte-americano poderia elevar a tarifa sobre o óleo usado de cozinha da China.

Na expectativa de uma redução da moagem para produção do óleo de soja, o mercado entende que haverá uma menor disponibilidade de farelo de soja, fazendo a cotação do subproduto fechar em alta de 1,86%.

Uma maior estimativa para a safra brasileira em 2023/24 também pesou sobre as cotações. Contrariando as provisões do mercado, a Conab aumentou a sua projeção da safra de soja de 146,52 milhões para 147,68 milhões de toneladas. A Conab disse ainda que, caso a catástrofe climática não tivesse ocorrido no Rio Grande do Sul, a produção brasileira seria superior a 148,4 milhões de toneladas.

NOTÍCIAS IMPORTANTES

Número da Conab para a safra 23/24 é de 154,61 milhões de toneladas; para 24/25, de 147,68 MT Em meio à profusão de estimativas privadas e oficiais os dados da Conab desta terça-feira, válidos para maio de 2024, são de uma safra de 154,61 MT para o período 23/24 (que está acabando de ser colhida) e de 147,68 MT para a próxima temporada. Dentre as estimativas do mercado, esta é a mais alta, seguida de perto pelo USDA, 154,0 MT. Jà as consultorias particulares ficam entre 150,83 MT e 147,7 MT.

Colheita atinge 95,6%: A colheita da safra brasileira de soja 2023/24 atingia 95,6% da área plantada no País até o último domingo (12), informou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em levantamento semanal de progresso de safra. Há atraso de 1,6 ponto porcentual em relação a igual período do ano passado e avanço de 1,3 ponto porcentual em uma semana.

Entre os Estados que estão retirando a oleaginosa do campo, São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Minas Gerais concluíramos trabalhos. Na sequência, consta Mato Grosso do Sul com 99,9% da área colhida, seguido por Tocantins, Piauí e Goiás com 99% cada. O Rio Grande do Sul, o último a iniciar a colheita e afetado pelas fortes chuvas, tem 79% da área colhida, avanço de 4 pontos porcentuais em relação à semana anterior, mas 7 pontos porcentuais abaixo do período equivalente em 2023.

Fonte: T&F Agroeconômica



Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)


 

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares