InícioDestaqueUSDA corta estoques mundiais e dos EUA abaixo do esperado pelo mercado...

USDA corta estoques mundiais e dos EUA abaixo do esperado pelo mercado e milho tem queda em Chicago

A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou a sessão de hoje com baixa nos preços. Apesar dos cortes estabelecidos hoje pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos para os estoques finais de passagem da safra do país e mundial, os números indicados ficaram abaixo da previsão do mercado, o que ajudou a derrubar as cotações. A queda do petróleo em Nova York completou o quadro negativo da sessão.

    Os estoques finais de passagem da safra 2023/24 dos Estados Unidos foram estimados em 2,122 bilhões de bushels, contra os 2,172 bilhões apontados no mês passado e acima dos 2,105 bilhões de bushels esperados pelo mercado. As exportações em 2023/24 foram indicadas em 2,1 bilhões de bushels, sem mudanças ante em março. O uso de milho para a produção de etanol foi elevado de 5,375 bilhões de bushels para 5,4 bilhões de bushels.

    A safra global 2023/24 foi projetada em 1.227,86 milhão de toneladas, abaixo das 1.230,24 milhão de toneladas indicadas em março. O USDA estimou estoques finais da safra mundial 2023/24 em 318,28 milhões de toneladas, abaixo das 319,63 milhões de toneladas indicadas no mês passado, mas acima das 317 milhões de toneladas previstas pelo mercado.

    A safra dos Estados Unidos em 2023/24 foi indicada em 389,69 milhões de toneladas, sem alterações ante março. A estimativa de safra brasileira é de 124 milhões de toneladas em 2023/24, sem mudanças, enquanto o mercado indicava uma produção de 122,1 milhões de toneladas. A produção da Argentina deve atingir 55 milhões de toneladas, contra as 56 milhões de toneladas indicadas em março. O mercado projetava uma safra de 55,3 milhões de toneladas.

    A Ucrânia teve sua projeção de safra mantida em 29,5 milhões de toneladas na temporada 2023/24. A África do Sul teve a safra cortada de 15,5 milhões de toneladas para 14 milhões de toneladas. A China, por sua vez, teve a estimativa de produção para 2023/24 mantida em 288,84 milhões de toneladas.

    Os contratos com entrega em maio de 2024 fecharam com baixa de 5,50 centavos, ou 1,26%, cotados a US$ 4,28 3/4 por bushel. Os contratos com entrega em julho de 2024 fecharam com recuo de 4,75 centavos, ou 1,06%, cotados a US$ 4,41 por bushel.

Acompanhe a Safras News no site. Siga  também no InstagramTwitter e SAFRAS TV e fique por dentro das principais notícias do agronegócio!

Autor/Fonte: Pedro Carneiro  / Agência SAFRAS

FONTE

Autor:Agência Safras

Site: Agência Safras

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares