Atentos à maior remuneração do mercado externo, vendedores estão mais firmes nos valores pedidos pela pluma no spot nacional, contexto que sustentou os preços nos últimos dias. No entanto, segundo colaboradores do Cepea, o interesse comprador continua baixo, e as indústrias ativas ofertam preços inferiores para novas aquisições, limitando as efetivações no mercado doméstico.

Parte dos comerciantes até voltou a relatar a liberação de embarques de alguns volumes fechados anteriormente, mas agentes indicam que o ritmo de vendas de fios e de produtos acabados segue bastante lento, o que mantém os estoques elevados e limita novas compras de matéria-prima.

Em meio à “queda de braço”, entre 12 e 19 de maio, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, subiu 1,8%, fechando a R$ 2,6135/lp na terça-feira, 19. Porém, na parcial de maio (até o dia 19), o Indicador ainda acumula queda, de 1,8%.

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Texto originalmente publicado em:
Cepea
Autor: Cepea/Esalq

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.