TRIGO RS: Negociado R$ 1.200,00 trigo pão, R$1.300,00 branqueador, futuro R$ 960,00 no porto

Foram realizados pequenos negócios pontuais de trigo disponível no Rio Grande do Sul a R$ 1.200,00 para pão e R$ 1.300,00 branqueador, ambos FOB. Trigo Futuro valeu R$ 960,00 no porto, para trigo-ração e, eventualmente, também no interior, para dezembro, para trigo panificável, mas os moinhos não estão comprado. Acredita-se que esperarão a safra.

A pesquisa Cepea registrou alta de 0,23% nesta sexta-feira, para a média de R$ 1.209,18, contra R$ 1.206,37/t do dia anterior, ampliando o ganho acumulado no mês para 3,00%, contra 2,76% do dia anterior. O estado deverá plantar algo ao redor de 900 mil hectares, um aumento entre 18% e 21% em relação à safra passada. Daqui para a frente tudo vai depender do clima, mas, pelas previsões, por enquanto, tudo caminha para uma safra boa, ao redor de 2,47 milhões de toneladas de potencial produtivo.

TRIGO SC: Negociado trigo de SC para o PR a R$ 1.200,00 FOB mais ICMS

Numa completa inversão de posição, nesta semana foi negociado um lote de 500 toneladas de trigo disponível de Campos Novos para moinho do Paraná a R$ 1.200,00 FOB mais ICMS. Houve também ofertas de trigo gaúcho para o Oeste de SC a R$ 1.280,00 FOB, mas não foram aceitas.

Também houve oferta de trigo gaúcho para o Leste do estado a R$ 1.150,00 FOB mais frete de R$ 80,00. Ofertas do Paraná trigo semente a R$ 1.300,00. De safra nova houve relato de moinho que comprou lote a R$ 865,00 para outubro/novembro, direto de agricultor.

Negociado trigo disponível a R$ 1.250,00 FOB norte do PR

Nestas duas últimas semanas o mercado tem feito alguns negócios de trigo na casa de $ 1.300,00 FOB para entrega em julho. A ponta vendedora tem oferecido prazos de ate 60 dd no pagamento, porém, não recua em preço. Foi negociado nesta sexta-feira lote de trigo disponível a R$ 1.250,00 CIF no norte do Paraná. Em Ponta Grossa foram negociadas 500 tons a R$ 1.300,00 CIF para junho. Trigo paraguaio sendo oferecido a US$ 250 no Oeste e US$ 276,00 e trigo fraco a US$ 256 no norte do estado. No Oeste do estado pequenos lotes negociados a R$ 1.300/1.330,00 spot. Em Paranaguá teria trigo a US$ 265,00/t.

Para a safra nova as referências dos compradores se mantém nos mesmos valores, porque tanto vendedores quanto compradores querem ter mais certeza sobre a qualidade da safra. Por enquanto, continuam a R$ 1.100,00 trigo posto moinho entrega setembro de 2020; R$ 1.000,00/t trigo posto moinho entrega outubro de 2020, tendo rodado lotes nesta semana a este preço em Ponta Grossa, embora no norte os compradores estejam a R$ 950,00. Para novembro R$ 900,00, posto moinho, em Ponta Grossa.



Vendedores a R$ 1.200,00 para setembro e R$ 1.050,00 para novembro. No Oeste alguns lotes negociados entre R$ 1.000/1.020,00 CIF. No Sudoeste ofertas entre R$ 1.000/1.200,00 para novembro. Os preços para os produtores se mantiveram em R$ 58,00/saca, nas principais praças do estado.

A pesquisa Cepea registrou alta de 1,82% nesta sexta-feira, para a média de R$ 1.264,33, contra R$ 1.241,75 do dia anterior, amortizando o ganho do mês para -2,31% contra -4,05% anterior. A diferença entre os preços do trigo gaúcho e paranaense ficou em R$ 55,15/ton.

TRIGO MG: Sem trigo disponível Minas plantou mais trigo nesta safra e o preço futuro está ao redor de R$ 1,050,00/t

Trigo disponível não há mais na região. Trigo futuro ao redor de R$ 1.050/tonelada FOB. A safra está 100% plantada e se desenvolvendo bem. A expectativa é de uma colheita superior a 200 mil toneladas, suficiente para abastecer a maior parte dos moinhos do estado.

TRIGO PARAGUAIO: Já está plantada 93% da área prevista, clima com extremos de calor e frio nesta semana

A moeda brasileira desvalorizou 3,64% ao longo da semana. Na segunda-feira era R$ 5,27 e na sexta-feira a R$5,46 por dólar. Essa desvalorização acaba resultando em uma elevação de preço do trigo paraguaio no mercado regional brasileiro, cotado a US $ 235 em oeste do Paraná e US$ 205 no centro-sul de Mato Grosso do Sul, para a nova safra com entregas do mês de setembro. No mercado interno do Campo 9 referências de US$ 225, segundo Agridatos. No norte do Paraná trigo paraguaio sendo oferecido a US$ 276/t e trigo fraco a US$ 259/t.

Com relação ao andamento da safra, ainda segundo a mesma consultoria, depois de quase duas semanas com tempo seco e ensolarado, favorecendo o plantio, durante as quais tinham recebido 18 milímetros de chuva entre meados de maio e a primeira semana de junho, choveu novamente na tarde de quinta-feira, 25, para manhã de sexta-feira, 26, mas não em todas as Regiões. O cereal precisava de um longo período de sol após as chuvas, depois de 93% semeados.

Duas semanas sem chuva e inicialmente um pouco fresco, mas seguido por uma semana com altas temperaturas para o cereal, ontem, por exemplo, ocorreram 32 graus no norte do departamento de Itapúa e 32 em Canindeyú. Para o trigo, este tipo de tempo não faz bem, piorando com o vento norte que havia na quinta-feira, mas, de repente, ele foi entrecortado por algumas chuvas ou garoa e temperaturas muito mais baixas tocando até 8 graus, como o cereal precisa neste Tempo.

TRIGO URUGUAIO: Plantio quase finalizado, boas condições de cultivo, preços ao redor de US$ 200/t

Resta muito pouco por semear. As condições de implantação dos cultivos de inverno foram as melhores em muitos anos. Choveu muito na última semana, mas isto pode afetar o que foi semeado mais tarde. Agora faz sol e muito frio.

Com relação aos preços a referência deve ser a do porto de Nova Palmira, onde os preços estão entre US$ 170-175/tonelada, tomando-se o argentino menos os fobbings. O Uruguai não negocia trigo futuro. Quatro navios de trigo foram ou estão sendo previstos para exportação neste ano (safra 2019/20). Por seu lado, no mercado interno, os moinhos pagam trigo disponível na faixa entre US$ 200-210/t, ainda que haja pouco movimento.



TRIGO ARGENTINO: Importações brasileiras de trigo argentino foram adiantadas e os preços recuaram

As importações brasileira de trigo agentino foram adiantadas, nesta temporada, como mostra o gráfico abaixo.

Os preços FOB estivado do trigo argentino voltaram a recuar para safra velha e alguns meses de safra nova, como mostra a tabela abaixo. Com a pouca disponibilidade de produto para safra velha (apesar da contestação de algumas entidades produtoras locais), as atenções se voltam agora para a safra nova.

Pela atual cotação do dólar versus a moeda brasileira, acreditamos que haja pouca chance de se repetir o gráfico acima, porque os preços do trigo argentino para o período de novembro/fevereiro estão 30% acima dos preços do trigo nacional na mesma época.

TRIGOS IMPORTADOS: Preços finais do trigo argentino nos moinhos do Sul subiram para os meses futuros

Os preços finais do trigo argentino posto nos moinhos do Sul do Brasil fecharam em alta nesta sexta-feira nos valores CIF (entre parênteses o preço do dia anterior):

  1. Nos moinhos do Rio Grande do Sul e do Paraná, por via marítima (portos de Rio Grande e Paranaguá), atingirem cerca de R$ 1.492,81 (1.451,21) em Junho, R$ 1.480,21 (1.453,00) em Julho, R$ 1.470,87 (1.443,66) em Agosto, R$ 1.472,20 (1.444,89) em Setembro, R$ 1.533,83 (1.499,58) em Outubro e R$ 1.300,49 (1.271,44) em Dezembro.
  2. Por via fluvial (desembarcadouro em Foz do Iguaçú) chegariam aos moinhos do Oeste do PR ao redor de R$ 1.439,53/t (1.399,27) em Junho, R$ 1.427,98 (1.401,99) em Julho e R$ 1.419,59 (1.393,60) em Agosto.

Trigo paraguaio chegaria ao Oeste do Paraná a R$1.323,40, ao Mato Grosso do Sul a R$ 1.159,13, a São Paulo a R$1.405,53 e ao Rio Grande do Sul a R$1.405,53. De São Paulo para cima o preço do trigo argentino terminou o dia em alta Os preços subiram nas importações de trigo argentino nesta sexta-feira:

  • Os moinhos de São Paulo, para quem acompanhamos apenas o preço spot, o trigo argentino chegaria por via marítima a R$ 1.538,02/t, contra R$ 1.494,00 do dia anterior, mais baixo do que trigo americano com TEC, que chegaria a R$ 1.561,08 contra R$ 1.527,73/t do dia anterior.
  • Em Salvador o trigo americano com TEC chegaria a R$ 1.472,52/t, o argentino a R$ 1.471,70/t e o trigo nacional chegaria a R$ 1.533,03/t.
  • Em Fortaleza o trigo americano hard com TEC chegaria a R$ 1.550,07/t, o trigo argentino a R$ 1.494,49/t e o trigo nacional ao redor de R$ 1.533,03/t.

Fonte: T&F Agroeconômica

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.