Antes do início das chuvas no Estado, o período de tempo seco durante a semana assegurou o encerramento da colheita da cultura nas regionais da Emater/RS-Ascar de Bagé, Pelotas e Caxias do Sul. Na de Bagé, encerrou tecnicamente na Campanha.

Mesmo com as condições do tempo adverso ao longo de outubro e novembro, na análise dos produtores e técnicos, a avaliação da safra foi extremamente positiva em função dos bons rendimentos obtidos e da qualidade dos grãos. Em Santana do Livramento, chegou a 2.400 quilos por hectare; em Hulha Negra, variou entre 1.800 e 4.800 quilos por hectare.

Esses resultados, decorrentes do elevado potencial produtivo dos novos cultivares introduzidos na região e das parcerias com empresas do setor agroindustrial, estimulam os produtores a plantarem na próxima safra. Na de Pelotas, as lavouras apresentaram bons resultados, boa qualidade de grãos e produtividade média de 2.306 quilos por hectare. O destaque regional ficou para Jaguarão, com rendimento médio de 2.700 quilos por hectare. Na regional de Caxias do Sul, o rendimento médio chegou a 3.130 quilos por hectare, com grãos apresentando excelente qualidade, e em geral, peso hectolitro acima de 78.

Mercado (saca de 60 quilos)

No levantamento semanal realizado pela Emater/RS-Ascar no Estado, o preço médio do trigo chegou a R$ 70,79, redução de 2,10% em relação ao da semana anterior. Na regional da Emater/RS-Ascar de Bagé, o preço varia entre R$ 65,00 e R$ 80,00; nas de Pelotas e Caxias do Sul, se manteve em R$ 70,00/sc.



Fonte: Emater/RS

Texto originalmente publicado em:
Informativo Conjuntural n° 1636
Autor: Emater/RS

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.