InícioDestaqueCompatibilidade do Azospirillum brasilense com fungicida e inseticida e seus efeitos na...

Compatibilidade do Azospirillum brasilense com fungicida e inseticida e seus efeitos na qualidade fisiológica de sementes de trigo

Este trabalho é de autoria dos pesquisadores: Janete Denardi Munareto, Thomas Newton Martin, Tania Maria Müller, Ubirajara Russi Nunes, Guilherme Bergeijer da Rosa, Luiz Fernando Teleken Grando.

O tratamento de sementes é uma prática que ajuda o estabelecimento inicial da cultura sem os efeitos causados ​​por pragas e doenças. A associação de bactérias diazotróficas com gramíneas tem sido utilizada no suprimento de nitrogênio às plantas. No entanto, esses microrganismos produzem substâncias promotoras do crescimento, que promovem benefícios no crescimento e desenvolvimento das culturas.

Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a compatibilidade do Azospirillum brasilense associado ao fungicida difenoconazol e ao inseticida tiametoxam, observando os efeitos na qualidade de emergência de três cultivares de trigo (Triticum aestivum L.).



Três cultivares de trigo, arranjadas em um sistema fatorial 4 x 2 com quatro repetições, foram testadas. Os tratamentos foram o controle; difenoconazol (Spectro® a uma dose de 150 mL por 100 kg de semente); tiametoxam (Cruiser® FS 350 na dose de 200 mL por 100 kg de sementes) e difenoconazol + tiametoxam, aplicados nas cultivares de trigo TBIO Mestre, TBIO Itaipu e TBIO Sinuelo. Bactérias do gênero Azospirillum foram utilizadas na inoculação.

A semente do trigo retém sua qualidade ao verificar a germinação, vigor e envelhecimento acelerado independente, independentemente do uso de fungicida, inseticida e A. brasilense.

O inseticida tiametoxam aumentou o comprimento de parte aérea e das raízes e proporcionou compatibilidade com A. brasilense, e o fungicida inibiu o comprimento da parte aérea e das raízes e foi antagônico à bactéria A. brasilense.

Elaboração:

Prof. Thomas N. Martin – UFSM

Prof. Dr. Thomas N. Martin – martin.ufsm@gmail.com, (55) 981 113 833

Acesse a página do Grupo de Pesquisa Coxilha UFSM no Facebook : clicando aqui!

O artigo completo foi publicado em: Seminário Ciências Agrárias; v. 39, n. 2, p. 855-864, 2018. Leia o trabalho integralmente acessando aqui.

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares