O nematoide é uma praga que pode reduzir em até 90% a produtividade de lavouras como a soja, o milho, o feijão e o café. O verme microscópico, presente no solo, parasita as plantas e compromete o seu sistema radicular, causando desenvolvimento anormal, baixo crescimento, raízes deformadas, e folhas amareladas. Extensionistas do Instituto Emater estão divulgando entre os produtores o plantio de Crotalaria spectabilis como forma de controlar a praga. A leguminosa reduz sensivelmente a população de nematoides no solo, além de fornecer nutrientes para as plantas.

No município de Doutor Camargo, noroeste do estado do PR, alguns produtores já adotaram o plantio de crotalária no inverno. É uma forma de manter o nematoide sob controle e ainda fazer a rotação de culturas. O extensionista Sílvio Cesar dos Santo Ferrari, do Instituto Emater de Doutor Camargo, afirmou que o nematoide penetra na raiz das plantas e suga os nutrientes, comprometendo seriamente o seu desenvolvimento e produtividade. “A crotalária elimina alguns fluidos que podem diminuir a ocorrência da praga ou até mesmo eliminar o nematoide do solo”, observou. Além disso, o extensionista lembrou que a leguminosa também aumenta o volume de matéria orgânica do solo e auxilia no controle da erosão. Nazareno Maróstica, que cultiva mais de 700 hectares de soja há três anos vem fazendo o plantio da crotalária em uma área de 24 hectares. A leguminosa é cultivada no inverno, em vez do milho safrinha. “A crotalária também pode ser plantada no verão. Ela ajuda a fazer a rotação da cultura e melhora a reciclagem de nutrientes do solo”, informou Ferrari.

O extensionista informou que o plantio da crotalária é feito com semente. “Se for o plantio solteiro usa-se 15 kg de semente por hectare. Já o cultivo consorciado com aveia, por exemplo, é feito com 8 a 10 kg por hectare”, acrescentou Ferrari. Ele disse que a semente precisa de boas condições de umidade e solo não compactado durante o plantio. “Noventa dias depois da semeadura acontece o florescimento. Neste período deve ser feita a dessecação ou, nas propriedades menores, o produtor pode usar o rolo-faca na área. Assim ele evita que a crotalária sementeie e cause problemas para a lavoura seguinte”, explicou Ferrari.

Fonte: Disponível no Portal da FEBRAPDP – Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação

Texto originalmente publicado em:
Disponível no Portal da FEBRAPDP
Autor: Disponível no Portal da FEBRAPDP

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.