InícioDestaqueDemanda externa aquecida continua elevando preço do arroz brasileiro

Demanda externa aquecida continua elevando preço do arroz brasileiro

O mercado brasileiro de arroz encerra a semana com ritmo moderado de negócios, porém com um bom avanço nos preços sendo observado em algumas regiões. “A demanda externa continua forte, e novas cargas para exportação seguem sendo registradas, com cerca de 15,6 mil toneladas agendadas para embarque ainda em julho, com destino à Venezuela”, destaca o analista de SAFRAS & Mercado, Evandro Oliveira.

A média da saca de 50 de arroz em casca no Rio Grande do Sul, principal referencial nacional, encerrou a quinta-feira (20) cotada a R$ 83,70, apresentando um avanço de 1,08% em relação à semana anterior. Em comparação ao mesmo período do mês passado, havia uma alta de 2,39%, e um aumento de 9,23% quando comparado ao mesmo período de 2022.

Já no estado de Santa Catarina, a safra 2022/23 foi encerrada com recorde de produção. “Os preços, que antes estavam estáveis ou com ligeiras quedas devido à pressão de oferta, agora devem mudar de trajetória”, aposta o analista. “Isso se deve, em parte, à boa parte da produção já ter sido comercializada e outros fatores que mantêm o mercado aquecido, como as exportações e uma relação estoque-consumo significativamente mais baixa, resultante da quebra da safra gaúcha”, explica.

O line-up, a programação de embarques nos portos brasileiros, projetou a exportação de 119,771 mil toneladas de arroz (base casca) para julho, conforme levantamento realizado por SAFRAS & Mercado. Os principais destinos são México, Venezuela, Cuba, Espanha e Países Baixos.

O volume embarcado no mês de junho somou 149,409 mil toneladas, conforme a Secretaria do Comércio Exterior (Secex). No mesmo mês do ano passado, exportações somaram 131,299 mil toneladas, segundo a entidade. Em maio, foram embarcadas 125,734 mil toneladas.

De março a julho, o line-up projeta o embarque de 609,924 mil toneladas, contra 876,869 mil toneladas em igual período do ano passado. De março a julho, a Secretaria do Comércio Exterior indica o embarque de 566,686 mil toneladas, ante 625,5 mil em igual período do ano passado.

Fonte: Agência Safras



Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares