Nem todo produto com cobre é fungicida

O termo cúprico refere-se a presença de cobre (Cu). Os fungicidas cúpricos foram os primeiros a serem utilizados na agricultura. No entanto, na soja e em outras culturas de como feijão e algodão, o uso é bastante recente.

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.


Solos Arenosos: Desafios e manejo

Antes de implantar qualquer cultura, é necessário conhecer as características de solo, clima, e exigências da cultura. Se tratando de solos arenoso, é preciso ter alguns cuidados importantes para o correto manejo do sistema e produtividade da lavoura. Solos arenosos, apresentam textura grosseira e tem como principais características a baixa retenção de água, baixa coesão entre partículas, baixa CTC e menor porosidade total, porém, maior quantidade de macroporos quando comparados a solos argiloso e facilidade na realização de práticas de preparo do solo.

Confira o texto na íntegra clicando aqui.



Danos de tripes na soja

Esse aumento de população e a frequência com que tem-se encontrado essa praga na lavoura, segundo a pesquisadora, está muito relacionado à baixa precipitação ou redução das chuvas desde novembro e esse fator favorece a ocorrência da praga na cultura da soja.

Conforme destacado, o ciclo de vida dessa praga vai de 12 até 15 dias, desde o ovo até a fase adulta, sendo um curto período, o que favorece também o aumento da população.

Confira o texto e o vídeo na íntegra clicando aqui.


O que é vigor de sementes?

A germinação de sementes é compreendida como a capacidade da semente em germinar, formando uma plântula normal em condições ótimas de ambiente. Já o vigor, está relacionado com a capacidade das sementes em germinar e produzir uma plântula normal em uma ampla faixa de condições, não necessariamente sendo as condições ideais para a germinação.

Confira o texto na íntegra clicando aqui.


Capricho na soja é necessário, pois a buva e o capim-amargoso podem levar a inúmeras perdas!

A matointerferência é uma realidade, e a atenção do produtor é indispensável! Todo cuidado é pouco, diante dos prejuízos que problemas fitossanitários podem imputar ao sistema produtivo.  É necessário ação e proatividade, todas as boas práticas agrícolas dentro de um manejo integrado de plantas daninhas devem ser acionadas para que o êxito se alcance.

Confira o texto e o vídeo na íntegra aqui.


Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.