InícioDestaqueDestaques da semana Mais Soja

Destaques da semana Mais Soja

Os 100 municípios mais ricos do agronegócio Brasileiro

Esta Nota procura identificar os municípios mais ricos do agronegócio do país. Esta análise será feita tendo por base os dados da produção Agrícola Municipal – PAM, referente a 2020, divulgada em outubro de 2020. Duas classificações foram utilizadas: pelo- valor da produção das lavouras permanentes e temporárias, e pelo Produto Interno Bruto dos Municípios. Foram classificados 100 municípios, a partir do total levantado pelo IBGE, e verificada a posição de cada um em relação ao valor da produção e ao PIB. Como a informação mais recente sobre o PIB municipal é de 2019, usou-se essa referência para fazer algumas classificações.

Confira o texto completo aqui.


O que acontece com a planta de soja em déficit hídrico?

Dentre os principais insumos necessários para a realização da fotossíntese, sem dúvidas a água é um dos mais limitantes, podendo sua deficiência reduzir a taxa fotossintética da planta, afetando seu crescimento e produtividade no caso de culturas agrícolas. Em média, a cultura da soja necessita de 450mm a 800mm ao longo do seu ciclo de desenvolvimento, podendo evapotranspirar até 8 mm dia-1 nas fases de maior requerimento hídrico (PAS Campo, 2005).

Confira O que acontece com a planta de soja em déficit hídrico?.



Saída da Petrobrás dos fertilizantes afeta preços de alimentos

O que causa estranheza, e que até contradiz o discurso neoliberal da competitividade e de consolidação de mercados, é que ao longo dos últimos anos os preços internacionais dos fertilizantes e de seus insumos apresentam um cenário de progressão, o que justificaria a continuidade da Petrobrás no setor, ainda mais com o fator do Brasil ser um grande produtor agrícola, afinal se existe demanda, existe mercado. Mas essa máxima não prevaleceu e a gestão da Petrobrás e o Governo Federal resolveram pular fora.

Confira a notícia aqui.


Mercado de soja deve ter desafios, mas preços mais altos em 2022

Conforme o analista de SAFRAS & Mercado, Luiz Fernando Gutierrez Roque, além disso, parte das lavouras do Paraguai também sofrem com a baixa umidade, enquanto na Argentina o início do desenvolvimento foi favorável, mas as previsões são preocupantes. “Os mapas climáticos apontam para pouca umidade em toda a Região Sul, no Brasil, e para as principais províncias produtoras da Argentina em todo o primeiro trimestre de 2022. Tais condições colocam em xeque a produção de dois dos três maiores estados produtores do país (Paraná e Rio Grande do Sul) e do segundo maior país produtor sul-americano (Argentina)”, alertou.

Confira a análise aqui.


Ocorrência de chuvas após aplicação de glifosato pode prejudicar o controle de plantas daninhas?

Após o surgimento da soja RR (roundup ready), o glifosato passou a ser o herbicida mais utilizado no controle de plantas daninhas em lavouras de soja, possibilitando o controle eficiente de diversas espécies em meio a soja. Contudo, além do adequado posicionamento do herbicida, a tecnologia de aplicação e as condições ambientais no momento da aplicação, são determinantes para o controle eficiente de plantas daninhas.

Confira aqui.


 

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares