O mofo-branco (Sclerotinia sclerotiorum), é uma das principais doenças fungicas que pode incidir sobre a cultura da soja, especialmente em condições de elevada umidade relativa do ar e temperaturas amenas (Henning et al., 2014).

Dentre as medidas de controle da doença, segundo Meyer et al. (2018), a aplicação de fungicidas foliares é a mais empregada e deve ser adotada para proteger as plantas da infecção pelo patógeno, preferencialmente no período de maior vulnerabilidade da soja, ou seja, do início da floração ou fechamento das entrelinhas até o início de formação de vagens.

Figura 1. Mofo-branco em soja.

Mas quais os fungicidas eficientes no controle do mofo-branco?

Na Circular Técnica 165, Meyer et al. (2020) apresentam os resultados sumarizados dos experimentos cooperativos onde foi avaliada a eficiência de fungicidas no controle do mofo-branco.

Os ensaios foram realizados em 12 locais/instituições distintas, contemplando os estádios do Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Os tratamentos avaliados podem ser observados na tabela 1.

Tabela 1. Tratamentos com fungicidas (p.c. = produto comercial), ingrediente ativo (i.a.), empresa fabricante, épocas de aplicação e doses utilizadas no ensaio cooperativo de controle de mofo-branco em soja, safra 2019/2020 (Meyer et al., 2020).

Fonte: Meyer et al. (2020).

A incidência média de mofo-branco no tratamento sem aplicação de fungicidas (T1) foi de 54,1%. Os melhores níveis de controle químico, baseados na redução da incidência de mofo-branco foram observados nos tratamentos T4 (dimoxistrobina & boscalida), T10 (dimoxistrobina & boscalida + carbendazim), T5 (procimidona + carbendazim / fluazinam + carbendazim), T3 (fluazinam), T7 (fluazinam & tiofanato metílico) e T9 (fluazinam + carbendazim), com percentuais variando de 73% a 78% (Meyer et al., 2020).



Tabela 2. Incidência, controle relativo, produtividade da soja, redução de produtividade (R. Prod.), massa de escleródios produzidos e redução da produção de escleródios (R. M. Esc.) em função dos tratamentos fungicidas dos experimentos cooperativos de controle de mofo-branco em soja, na safra 2019/2020 (Meyer et al., 2020).

Fonte: Meyer et al. (2020).

Segundo Meyer et al. (2020), quando comparado o tratamento com maior produtividade com a testemunha, é possível observar uma redução média da produtividade de 25%, destacando a importância do controle do mofo-branco em soja. A melhor eficiência de controle foi observada com a utilização de dimoxistrobina & boscalida (78%).

Confira o trabalho completo de Meyer et al. (2020) clicando aqui!


Veja também: Fungicidas protetores auxiliam no controle da mancha-alvo?



Referências:

HENNING, A. A. et al. MANUAL DE IDENTIFICAÇÃO DE DOENÇAS DA SOJA. Embrapa, Documentos, n. 256, ed. 5, 2014. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/105942/1/Doc256-OL.pdf >, acesso em: 14/12/2020.

MEYER, M. C. EFICIÊNCIA DE FUNGICIDAS PARA CONTROLE DE MOFO-BRANCO (Sclerotinia sclerotiorum) EM SOJA, NA SAFRA 2019/2020: RESULTADOS SUMARIZADOS DOS EXPERIMENTOS COOPERATIVOS. Embrapa, Circular Técnica, n. 165, 2020. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/217684/1/Circ-Tec-165.pdf >, acesso em: 14/12/2020.

MEYER, M. C. et al. EFICIÊNCIA DE FUNGICIDAS PARA CONTROLE DE MOFO-BRANCO (Sclerotinia sclerotiorum) EM SOJA, NA SAFRA 2017/18: RESULTADOS SUMARIZADOS DOS ENSAIOS COOPERATIVOS. Embrapa, Circular Técnica, n. 140, 2018. Disponível em: < https://www.researchgate.net/profile/Juliatti_Cezar/publication/327228733_Eficiencia_de_fungicidas_para_controle_de_mofo-branco_Sclerotinia_sclerotiorum_em_soja_na_safra_201718_Resultados_sumarizados_dos_ensaios_cooperativos/links/5bfd250f299bf10737f9e61b/Eficiencia-de-fungicidas-para-controle-de-mofo-branco-Sclerotinia-sclerotiorum-em-soja-na-safra-2017-18-Resultados-sumarizados-dos-ensaios-cooperativos.pdf >, acesso em: 14/12/2020.

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.