Cumpre ao FRAC-BR através do presente comunicado, alertar sobre recentes informações obtidas nos programas de monitoramento das respectivas empresas que compõem este comitê, de forma que as mesmas possam servir para conscientização e adoção de um manejo racional por parte dos sojicultores.

Resultados de ensaios realizados em laboratório mostraram a presença de isolados do fungo Phakopsora pachyrhizi, agente causal da ferrugem asiática da soja, com sensibilidade reduzida para triazóis e triazolintione em populações coletadas na safra 2018/2019. A caracterização genética dessas populações tem mostrado a presença de mutações pontuais (F120L, Y131H, Y131F, I145F, K142R, I475T, dentre outras). A relevância dessas mutações para a redução da sensibilidade constatada está sendo investigada, visto que diferentes mecanismos de resistência também podem estar associados.

Considerando o recente comunicado do FRAC-Global sobre o mesmo tema, a sensibilidade reduzida para triazóis e triazolintione em populações coletadas na safra 2018/2019 e relatos de variações de performance em condições de campo desta classe de produtos durante a mesma safra, o FRAC-BR vem através desta reforçar a necessidade de adoção das seguintes práticas no manejo da cultura da soja:

  • Aplicar os fungicidas IDMs preferencialmente em misturas com fungicidas multissítios
  • Rotacionar fungicidas com diferentes mecanismos de ação (carboxamidas, estrobilurinas, morfolinas e multissítios)
  • Realizar a aplicação de fungicidas de forma preventiva, sempre em doses e intervalos
    recomendados pelos fabricantes
  • Utilizar tecnologia de aplicação e volume de calda adequado para uma eficiente
    distribuição do produto sobre a planta
  • Não plantar soja “safrinha”
  • Respeitar o vazio sanitário e eliminar as plantas voluntárias remanescentes em
    lavouras e beiras de estrada (guaxas)
  • Realizar o plantio na época recomendada, utilizando variedades de ciclo mais curto e
    quando possível, com tolerância genética frente à doença
  • Realizar a rotação de culturas

O gerenciamento da resistência deve ser o mesmo para todos os ingredientes ativos deste grupo. Estas recomendações são essenciais para se preservar a manutenção da eficácia dos fungicidas, uma tecnologia indispensável para o cultivo da soja no Brasil.

Para maiores informações consultar www.frac-br.org

Atenciosamente, FRAC Brasil

Para acessar o comunicado na íntegra clique aqui.

Texto originalmente publicado em:
FRAC BRASIL
Autor: FRAC BRASIL

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.