Durante o cultivo da soja, algumas práticas de manejo são fundamentais para o bom desempenho da cultura no campo. O Controle de plantas daninhas é uma dessas práticas e sempre que possível deve ser eficiente, de forma a minimizar a interferência das daninhas na produtividade da cultura e promover a baixa população das plantas para os cultivos sucessores.



Pensando nisso, o prof. Alfredo Albrecht da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e integrante do grupo Supra pesquisas, aborda em vídeo a interferência das plantas daninhas no final do ciclo da soja. Segundo Alfredo, além da interferência na cultura em atual desenvolvimento competindo por água, luz e nutrientes; plantas daninhas como a Buva e o milho tornam-se problemas em ocorrência de final de ciclo por atuarem como hospedeiras de pragas e doenças para a cultura sucessora, além de aumentarem o banco de sementes de plantas daninhas no solo.

Confira o vídeo abaixo.


Inscreva-se agora no canal dos Professores Alfredo & Leandro Albrecht, aqui.


Veja também: Buva – falha no controle x dispersão de sementes 

Redação: Maurício Siqueira dos Santos – Eng. Agrônomo.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.