As plantas daninhas podem causar interferências diretas e indiretas. Conheça no texto de hoje, quais os danos indiretos.

Você sabia que as plantas daninhas podem interferir direta e indiretamente nas culturas de interesse econômico.

Diretamente elas interferem por meio da competição por água, luz, nutrientes e espaço.

Indiretamente, elas podem ser hospedeiras de pragas, doenças e nematoides, atrapalhar o processo de colheita ou ainda, depreciar o produto.

Vamos ver no texto de hoje algumas destas interferências indiretas que as plantas daninhas podem causar.

  • Menor eficiência no uso da área

Áreas infestadas com algumas plantas daninhas podem ter seu valor reduzido devido à dificuldade de controle, como tiririca e capim-massambará.

A espécie Cyperus rotundus por exemplo, se reproduz por meio de tubérculos, bulbos basais e rizomas, o que dificulta o seu controle.

Cyperus rotundus (tiririca). Fonte: Jardim Botânico UTAD.

  1. Hospedeiras de pragas, doenças e nematoides

As plantas daninhas podem servir de hospedeiras para pragas, doenças e nematoides, o que dificulta o controle e aumenta os custos.

 

O capim-massambará é hospedeiro do vírus do mosaico da cana-de-açúcar.

Capim-massambará. Fonte: Agrobase Brasil. Mosaico da cana-de-açúcar. Fonte: Maneje bem. 

A Luffa aegyptiaca (bucha) é hospedeira dos nematoide-das-galhas (Meloidogyne incognita e M. javanica);

Na ausência de plantas de algodoeiro, as plantas daninhas guanxuma, trapoeraba e malva-preta são hospedeiros potenciais para manutenção da população de Aphis gossypii.

A guanxuma é hospedeira do vírus mosaico-dourado, por meio da mosca-branca o vírus pode ser passado para as culturas do feijão, soja e algodão.

Mosca branca, transmissora do vírus causador do mosaico dourado (esquerda) e Mosaico dourado no feijão (direita).

O amendoim-bravo (Euphorbia heterophylla) hospeda o vírus do mosaico-anão e a guanxuma (Sida rhombifolia), o mosaico-crespo.

O nematoide Heterodera glycines (nematoide do cisto da soja) penetra em raízes de mentrasto (Ageratum conyzoides) e desmódio (Desmodium tortuosum).

  1. Não-certificação de sementes de culturas

Algumas sementes de plantas daninhas não são permitidas em lotes de sementes de plantas cultivadas.

Essas sementes são classificadas em toleradas ou nocivas proibidas.

As nocivas proibidas em grandes culturas incluem espécies como: 

  • Cuscuta spp. (cuscuta);
  • Cyperus rotundus (tiririca);
  • Echium plantagem (borrago);
  • Eragrotis plana (capim-annoni);
  • Euphorbia heterophylla (leiteiro);
  • Oryza sativa (arroz-preto e arroz-vermelho);
  • Rumex acetosella (língua-de-vaca);
  • Sorghum halepense (capim-massambará);
  • Vigna unguiculata (feijão-miúdo).
  1. Ferimentos em trabalhadores

Algumas plantas daninhas tem espinhos e podem machucar os trabalhadores, como: capim-carrapicho e arranha-gato.

Cenchrus echinatus (capim-carrapicho). Fonte: Defesa Vegetal.

  1. Obstrução de equipamentos, canais de irrigação e lagos

As plantas daninhas aquáticas causam sérios prejuízos, pois podem causar entupimentos nos canais e pontos de captação de água.

Causam também danos à navegação, reduzem a velocidade da água e aumentam as perdas por transpiração, além de causarem sérios problemas em hidrelétricas.

Fonte: Carvalho et al. (2005).

Em praças, parques e jardins podem servir de abrigo a animais peçonhentos. 

Conclusão

No texto de hoje vimos que além das interferências diretas, as plantas daninhas podem causar prejuízos de forma indireta.

Elas podem ser hospedeiras de pragas, doenças e nematoides, servindo de fonte de inóculo, podem causar ferimentos, obstruir canais de irrigação, elevar custos de controle, entre outros. 

Gostou do texto? Tem mais dicas sobre os classificação das plantas daninhas? Adoraria ver o seu comentário abaixo!

Sobre a Autora: Ana Ligia Girardeli é Engenheira Agrônoma formada na UFSCar. Mestra em Agricultura e Ambiente (UFSCar) e Doutora em Fitotecnia (USP/ESALQ). Atualmente está cursando MBA em Agronegócios.

Foto de capa: Fonte – Maneje bem. 

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.