InícioDestaqueManejo de nematoides: controle biológico, químico e o uso de culturas aliadas

Manejo de nematoides: controle biológico, químico e o uso de culturas aliadas

Considerados inimigos ocultos por ocasionar sintomas que frequentemente são confundidos com outros problemas da lavoura, os nematoides fitopatogênicos acometem a cultura da soja causando danos que podem impactar diretamente a produtividade da lavoura. A grande maioria das espécies são consideradas pragas de solo, e danificam principalmente o sistema radicular da planta, causando danos diretos.

Além dos danos diretos, os nematoides fitopatogênicos participam de complexos de doenças de diferentes modos, através da criação de portas de entrada para outros patógenos; favorecendo o crescimento de outros patógenos; atuação como vetores de viroses, bactérias e fungos; alteração da suscetibilidade do hospedeiro a outros patógenos por meio da indução de alterações fisiológicas no hospedeiro (Grigolli & Grigolli, 2018).

Figura 1. Raízes de soja sem (a) e com (b) o ataque do nematoide das lesões radiculares.

Fonte: Dias et al. (2010), Apud, Grigolli & Grigolli (2018)

Dentre as principais espécies que acometem a cultura da soja, interferindo no desenvolvimento do sistema radicular das plantas, podemos destacar o nematoide das galhas (Meloidogyne spp.), nematoide de cisto da soja (Heterodera glycines), nematoide reniforme (Rotylenchulus reniformis) e o nematoide das lesões radiculares (Pratylenchus brachyurus). Como se não bastasse, a espécie Aphelenchoides besseyi é conhecida por atacar a parte aérea da planta de soja, e também por apresentar comportamento fungívoro, alimentando-se de fungos presentes no solo ou em restos culturais.

Normalmente na parte aérea das plantas, os sintomas típicos da ocorrência de nematoides em lavouras de soja são observados em reboleiras, e podem variar de acordo com a espécie, mas de maneira geral compreendem a redução do estande de plantas, o amarelecimento da parte aérea das plantas, o crescimento limitado e a senescência prematura.

Figura 2. Sintomas causados pelo nematoide das galhas (Meloidogyne spp.) em lavoura de soja e nas raízes de plantas de soja.

Fotos: Guilherme Lafourcade Asmus

Conforme observado por Ferrari et al. (2015), a presença de nematoides em áreas de soja pode resultar em significativas perdas produtivas, especialmente quando em áreas onde se cultiva soja sobre soja na segunda safra. Avaliando a influência de populações do nematoide Pratylenchus brachyurus sobre a produtividade da soja, os autores observaram que a redução da produtividade da soja apresenta uma relação linear com o aumento populacional do nematoide, sendo possível observar aumento das perdas produtivas a medida que se tem o aumento da densidade populacional da praga.

Figura 3. Relação entre produtividade da soja (BRS Valiosa RR) e a população de P. brachyurus nas raízes da cultura.

* equação significativa (teste F, p<0,05) Fonte: Ferreira et al. (2015)

Em números gerais, Ferreira et al. (2015) observaram que populações do nematoide Pratylenchus brachyurus podem reduzir em média de 12% a 19% da produtividade da soja, dependendo do sistema de cultivo utilizado. Tendo em vista a capacidade de populações de nematoide em reduzir a produtividade da soja, medidas diretas e indiretas de manejo necessitam ser tomadas a fim de evitar maiores perdas produtivas.

O controle direto dos nematoides utilizando nematicidas químicos é uma das opções, podendo muitas vezes, utilizar esses produtos até mesmo no tratamento de sementes. Entretanto, se tratando de pragas de solo, a dificuldade em atingir o alvo com eficácia é um dos fatores limitantes do controle químico eficiente dos nematoides, tornando necessário aderir a outras práticas de manejo complementares.

Medidas alternativas como o controle biológico de nematoides, o uso de cultivares tolerantes e o uso de plantas de cobertura com capacidade em reduzir o fator de reprodução da praga, são alternativas viáveis que muitas vezes trazem bons resultados para mitigar a influência dos nematoides sobre a produtividade da soja. Entretanto, visando estabelecer um sistema de controle integrado eficiente, é necessário conhecer melhor cada espécie de nematoide, suas características e particularidades para realizar um adequado posicionamento de bioprodutos, cultivares e plantas de cobertura.

Dentre os microrganismos mais utilizados no biocontrole de nematoides, podemos destacar algumas espécies de fungos. Além dos fundos, algumas bactérias a exemplo da Pasteuria nishizawae, podem controlar nematoides, no entanto, essa em caso específico, exerce controle eficiente apenas sobre o nematoide de cisto da soja (Heterodera glycines). Dessa forma, fica evidente a necessidade de se realizar uma adequada coleta e identificação das espécies de nematoides infestantes das áreas de cultivo para o melhor posicionamento de bioprodutos.

Além disso, medidas como o controle de plantas daninhas hospedeiras e uma rotação de culturas bem planejada com culturas não hospedeiras dos nematoides também fazem parte do controle integrado de nematoides, e são consideradas essenciais para reduzir as populações da praga. Essas e outras informações relacionadas ao manejo e controle de nematoides estão no curso “Manejo de nematoides: controle biológico, químico e o uso de culturas aliadas” que a Equipe Mais Soja preparou para você. O curso é ministrado pela Dra. em Fitopatologia Cláudia R. Dias Arieira, com experiência na área de nematologia, e visa possibilitar a você, um maior aprimoramento técnico, auxiliando no manejo e controle eficiente dos nematoides fitopatogênicos.



Referências:

FERRARI, E. et. al. POPULAÇÃO DE Pratylenchus brachyurus NO CULTIVO DE SOJA SOBRE SOJA E SUA INFLUÊNCIA NA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS. Resumos da IV Jornada Científica da Embrapa Agrossilvipastoril, 2015. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/142828/1/pages11-15.pdf >, acesso em: 25/03/2022.

GRIGOLLI, J. F. J.; ASMUS, G. L. MANEJO DE NEMATOIDES NA CULTURA DA SOJA. Fundação MS, Tecnologia e Produção: Soja 2013/2014, 2014. Disponível em: < https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/985986/1/cap.9.pdf >, acesso em: 25/03/2022.

GRIGOLLI, J. F. J.; GRIGOLLI, M. M. K. MANEJO DE NEMATOIDES NA CULTURA DA SOJA. Fundação MS, Tecnologia e Produção: Soja 2017/2018, 2018. Disponível em: < https://www.fundacaoms.org.br/base/www/fundacaoms.org.br/media/attachments/304/304/5bf01cc86e7c17178f3daca4bc151777dab75f04854c7_07-manejo-de-nematoides-na-cultura-da-soja-somente-leitura.pdf >, acesso em: 25/03/2022.

Foto de capa: Cristiano Bellé

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)

 

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares