No RS, a colheita evoluiu pouco em razão da alta umidade dos grãos e da prioridade dada à colheita da soja. As perdas qualitativas aumentaram devido à presença de micotoxinas e germinação de grãos na espiga. Em GO, a colheita está sendo encerrada e as produtividades alcançadas têm sido satisfatórias.

Em MG, a colheita está sendo concluída e as produtividades são variadas e no geral estão abaixo do estimado inicialmente. Na BA, a colheita avança no Oeste e o rendimento está menor do que esperado. No MA, a colheita foi iniciada no Sul e Oeste. No PI, a colheita progride no Cerrado e verificam-se boas produtividades.

Milho 2ª Safra foi 3,7% colhido

Em MT, a colheita avança e registram-se boas produtividades. No PR, as precipitações favoreceram as lavouras nos estágios reprodutivos. Em MS, as precipitações beneficiaram as lavouras do Sudoeste e Leste, mas não revertem as perdas consolidadas. Em GO, parte das lavouras teve o seu ciclo encurtado devido à interrupção das chuvas durante a fase reprodutiva. A colheita foi iniciada no Sudoeste. Em MG, a falta de umidade no solo provoca perdas no potencial produtivo.

Em SP, o retorno das chuvas não conseguiu reverter as perdas já efetivadas. Na BA, a falta de chuvas limita o desenvolvimento no Oeste. No MA, a maioria das áreas estão em enchimento de grãos e a redução das chuvas afeta o desempenho da cultura. No PI, a redução das chuvas impactou, em muitas áreas, o potencial produtivo. No TO, a colheita foi iniciada e notam-se boas produtividades.

Fonte: CONAB



 

FONTE

Autor:Companhia Nacional de Abastecimento

Site: Conab

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.