InícioDestaqueMilho - RS: Colheita foi finalizada na maior parte do Estado

Milho – RS: Colheita foi finalizada na maior parte do Estado

A colheita foi encerrada na maior parte do Estado. Na Região dos Vales, a ocorrência de chuvas e a manutenção da umidade impediram a conclusão da colheita das lavouras tardias. Essas lavouras apresentam produtividade e qualidade reduzidas devido às chuvas excessivas, aos ventos fortes e a problemas fitossanitários. Na Região Sul, as empresas cerealistas retomaram o recebimento do cereal após o encerramento da safra de soja. No entanto, as lavouras comerciais remanescentes são de pequena extensão, predominando cultivos em áreas de minifúndio, onde as espigas costumam ser mantidas nas plantas a campo para serem colhidas, quando houver disponibilidade de tempo ou necessidade de autoconsumo. A produtividade estadual está estimada em 5.966 kg/ha numa área de cultivo de 812.795 hectares.

Os produtores que encerraram a colheita priorizam a obtenção dos documentos necessários para o encaminhamento de projetos de custeio, para regularização do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e para a renovação de contratos. Em função da elevação dos preços dos fertilizantes, há uma urgência na obtenção de recursos para a aquisição desses insumos a fim de evitar custos maiores na implantação das lavouras.

As plantas de cobertura que antecedem a semeadura da nova safra de milho se desenvolvem melhor, mas ainda apresentam baixa quantidade de massa verde.

Comercialização (saca de 60 quilos)

O valor médio, conforme o levantamento semanal de preços da Emater/RS-Ascar no Estado, apresentou elevação de 1,12%, quando comparado à semana anterior, passando de R$ 57,16 para R$ 57,80.

Confira o Informativo Conjuntural n° 1821 completo, clicando aqui!

Fonte: EMATER/RS



 

FONTE

Autor:Informativo Conjuntural 1821

Site: EMATER/RS

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares