InícioDestaqueSoja - RS: A colheita no Estado foi concluída, na região Sul,...

Soja – RS: A colheita no Estado foi concluída, na região Sul, cerca de 10% da área foi abandonada

A colheita foi concluída. No Sul do Estado, cerca de 10% da área foi abandonada, resultando em produtividade estimada de aproximadamente 1.500 kg/ha. Na Região da Campanha, os produtores finalizaram a colheita, mas algumas lavouras, especialmente em várzeas úmidas inacessíveis às máquinas, foram abandonadas em razão do baixo potencial produtivo e do alto índice de grãos avariados.

A produtividade média apresentou grande decréscimo, variando de 904 kg/ha, com quebra de 62%, em Hulha Negra, a 1.740 kg/ha, com quebra de 35%, em Dom Pedrito. Na Fronteira Oeste, em Alegrete, a produtividade foi de 1.900 kg/ha, e as perdas chegaram a 32%; já em São Borja, a média foi de 2.400 kg/ha, representando redução de 16%. Apesar das menores quebras em comparação às regiões Sul e da Campanha, os produtores enfrentam dificuldades para cobrir despesas devido à relação desfavorável entre a cotação do grão e os altos custos com replantes, herbicidas e fungicidas.

Após a conclusão da colheita, os produtores buscam antecipadamente créditos de custeio para a safra 2024/2025 com o objetivo de manter as condições do Proagro constantes no Plano Safra atual, já que está prevista uma redução na cobertura do seguro para o próximo período agrícola. A área cultivada no Estado está estimada em 6.681.716 hectares, e a média estadual de produtividade em 2.923 kg/ha.

Comercialização (saca de 60 quilos)

O valor médio, de acordo com o levantamento semanal de preços da Emater/RS-Ascar no Estado, retraiu 1,15%, quando comparado à semana anterior, passando de R$ 124,43 para R$ 123,00.

Confira o Informativo Conjuntural n° 1821 completo, clicando aqui!

Fonte: EMATER/RS



 

FONTE

Autor:Informativo Conjuntural 1821

Site: Emater/RS

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares