Considerada praga que ataca vagens e grãos, os percevejos adultos se alimentam dos legumes e grãos de soja, podendo reduzir a produtividade da cultura e a qualidade fisiológica das sementes (Sosa-Gómez et al., 2014). Embora os percevejos possam ser encontrados na fase vegetativa do desenvolvimento da soja, é conhecido que durante esse período a praga apresente baixo potencial em reduzir a produtividade da soja, contudo, pode servir como vetor de viroses para a cultura.

Dentre as principais espécies que acometem a soja, podemos destacar o percevejo-marrom (Euschistus heros), o percevejo-verde (Nezara viridula) e o percevejo-verde-pequeno (Piezodorus guildinii), esse último, com maior capacidade em reduzir a produtividade da soja.

Figura 1. Potencial de danos dos principais percevejos da cultura da soja.

Embora durante o período vegetativo da soja, os percevejos possuem baixa capacidade em reduzir a produtividade da cultura, é interessante manter o monitoramento da praga, para acompanhar a evolução populacional dos percevejos. Principalmente em áreas próximas a vegetação nativa e matas, ou com controle de plantas daninhas ineficiente. É comum que populações de percevejos sobrevivam no período entressafra em plantas hospedeiras.

Conforme observado por Saran (2008), a maior concentração de percevejos na cultura da soja ocorre durante o período reprodutivo da cultura, sendo considerado o período crítico de ocorrência da praga, de R4 a R6.



Figura 2. Períodos de ocorrência de percevejos em soja.

Fonte: Saran (2008)

Corroborando o observado por Saran (2008), Corrêa-Ferreira & Roggia (2013), avaliando a atividade alimentar de Euschistus heros na safra e entressafra de soja, observaram que o período de maior ocorrência de percevejos em soja varia de R2 a R6, sendo esse, o período adequado para intensificar o monitoramento da praga e definir o momento de controle com base nas recomendações técnicas da cultura e níveis de ação pré-estabelecidos.

Figura 3. Atividade alimentar de Euschistus heros na safra e entressafra de soja.

Fonte: Corrêa-Ferreira & Roggia (2013), Apud. Grigolli (2016)

Visando reduzir perdas produtivas e qualitativas em função da incidência de percevejos em soja, o monitoramento da praga é essencial, sendo responsável por determinar o momento de controle.

Quando controlar percevejos em soja?

Conforme resultados de pesquisas e recomendações técnicas, tem-se que o nível de ação para o controle de percevejos em soja varia de acordo com a finalidade da lavoura, sendo recomendado o controle quando atingidos 2 percevejos por metro para lavouras destinadas a produção de grãos e 1 percevejo por metro quando a lavoura é destinada a produção de sementes.

Figura 4. Níveis de ação para as principais pragas da cultura da soja. Os níveis foram estabelecidos com o número de insetos por metro de linha da cultura.

Fonte: Grigolli & Grigolli (2018).

Mesmo que o controle químico de percevejos com o emprego de inseticidas seja o mais realizado, em algumas situações é possível utilizar outras ferramentas como o controle biológico, contudo, deve-se atentar para as características funcionais dos microrganismos visando um controle eficiente.


Veja mais: Milho em fases iniciais – Período crítico para ataque de percevejos e cigarrinha-do-milho



Referências:

CORRÊA-FERREIRA, B.S.; ROGGIA, S. ATIVIDADE ALIMENTAR DO PERCEVEJO MARROM DA SOJA Euschistus heros (Hemiptera: Pentatomidae) NA SAFRA E ENTRESSAFRA DA SOJA. In: Reunião de Pesquisa de Soja da Região Central do Brasil, 33., 2013, Londrina. Resumos… Londrina: Embrapa Soja, 2013.

GRIGOLLI, J. F. J. PRAGAS DA SOJA E SEU CONTROLE. Fundação MS, Tecnologia e Produção: Soja 2015/2016, 2016. Disponível em: < https://www.fundacaoms.org.br/base/www/fundacaoms.org.br/media/attachments/239/239/newarchive-239.pdf >, acesso em: 22/12/2021.

GRIGOLLI, J. F. J.; GRIGOLLI, M. M. K. PRAGAS DA SOJA E SEU CONTROLE. Fundação MS, Tecnologia e Produção: Soja 2017/2018, 2018. Disponível em: < https://www.fundacaoms.org.br/base/www/fundacaoms.org.br/media/attachments/302/302/5bf01ceb5604523cfade5dc9c1b5d3f79c522dd4360d2_05-pragas-da-soja-e-controle-somente-leitura.pdf >,a cesso em: 22/12/2021.

SARAN, P. E. MANUAL DE IDENTIFICAÇÃO DE PERCEVEJOS DA SOJA. FMC, 2008. Disponível em: < http://www.ccpran.com.br/upload/downloads/dow_4.pdf >, acesso em: 22/12/2021.

SOSA-GÓMEZ, D. R. et al. MANUAL DE IDENTIFICAÇÃO DE INSETOS E OUTROS INVERTEBRADOS DA CULTURA DA SOJA. Embrapa, Documentos, n. 269, 2014. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/105924/1/Doc269-OL.pdf >, acesso em: 22/12/2021.

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.