Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços mais baixos. O mercado colocou fim a uma série de sete sessões consecutivas de ganhos, quando os preços atingiram os melhores níveis em mais de três meses.

A quarta foi de realização de lucros. O clima nos Estados Unidos segue no foco das atenções. Alguns institutos indicam clima menos úmido nos próximos dias, que poderia viabilizar o encerramento dos trabalhos de planbtio, muito atrasados nos Estados Unidos.

Já a retomada das negociações entre Washington e Beijing é vista com reservas, pois há dúvidas se realmente vai sair um acordo ainda esse mês.

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com baixa de 10,25 centavos de dólar por libra-peso ou 1,12%, a US$ 9,03 1/4 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 9,09 1/2 por bushel, com perda de 10,75 centavos de dólar por libra-peso ou 1,16%.

Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com retração de US$ 5,10 ou 1,58%, a US$ 316,90 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 28,37 centavos de dólar, com alta de 0,04 centavo ou 0,14%.

Fonte: Agência SAFRAS


Texto originalmente publicado em:
Safras&mercado
Autor: Agência SAFRAS

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.