Em mai/24, a comercialização da soja da safra 2023/24, em MT, chegou a 77,90% da produção total, avanço de 10,47 p.p. quando comparado com o mês anterior e 5,81 p.p. maior que o observado no mesmo período de 2023. Esse maior avanço foi pautado pela alta nos preços da oleaginosa, o que incentivou o sojicultor a comercializar o grão, além da necessidade de liberar espaço nos armazéns para a entrada do milho que está sendo colhido.

Em relação ao preço, esse ficou em R$ 117,39/sc, valorização de 5,97% ante abr/24. No que tange à safra 2024/25, com o aumento de 4,54% ante o divulgado em mai/24 no preço da soja futura, que chegou a R$ 108,11/sc, o produtor do grão aproveitou para comercializar maiores volumes.

Desse modo, a comercialização para a temporada avançou 6,21 p.p. em relação a abr/24 e está a 3,29 p.p. a mais que o observado em mai/23, e ficou em 16,51% da produção estimada para a temporada comercializada.

BASE MT-CME: com o aumento soja em MT e o recuo da soja em Chicago, o diferencial de base ficou cotado a -R$ 19,95/sc, alta de 14,11% ante a semana anterior

CME-GROUP: com as condições climáticas favoráveis nos EUA, a CME-Group contrato corrente apresentou queda de 3,14% ante a semana anterior.

DÓLAR: na última semana o dólar apresentou valorização de 1,70% quando comparada com a semana anterior, ficando na média de R$ 5,28/US$.

Segundo a Secex, os envios de soja de Mato Grosso em mai/24 apresentaram queda de 16,66% ante abr/24

O estado escoou um volume de 3,85 mi de t, redução de 7,92% ante a média dos últimos cinco anos. No que tange ao acumulado (jan/mai), esse ficou em 16,68 mi de t, retração de 6,40% ante o mesmo período do ano passado. Essa queda está atrelada à menor produção da soja 23/24 em relação a 22/23.

No que se refere aos países que mais importaram a soja de MT, destacam-se a China e a Espanha, com 2,37 e 0,41 mi de t, respectivamente. No que tange aos coprodutos, com a queda nos preços do farelo e óleo de soja e a saída da Argentina em maio, em decorrência das greves nos portos e nas esmagadoras, o volume enviado por MT aumentou, totalizando 835,95 mil t (farelo) e 21,22 mil t (óleo).

Tratando-se dos países que mais compraram os coprodutos do estado, destacam-se a Tailândia (174,61 mil t de farelo), e a Argélia (18,00 mil t de óleo). Por fim, para a temporada 23/24 é esperado que o estado escoe 23,24 mi de t de grãos.

Confira o Boletim Semanal da Soja completo, clicando aqui!

Fonte: IMEA



 

FONTE

Autor:Boletim Semanal da Soja

Site: IMEA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.