No período, a semeadura da cultura alcançou 88% da área de 777.442 hectares da intenção de plantio no Estado. Das lavouras implantadas, 50% estão na fase de desenvolvimento vegetativo, 22% em floração e 28% em enchimento de grãos.

Na regional de Santa Rosa, 8% da área plantada encontra-se em desenvolvimento vegetativo, com bom estande de plantas devido à boa germinação; 22% das lavouras estão
em floração, 68% na fase de enchimento de grãos e 2% em maturação. A ocorrência das últimas chuvas minimizou os riscos de estresse hídrico na cultura e foi importante para recompor a umidade no solo, contribuindo também para a formação das espigas.

Nas lavouras precoces – implantadas no início do ciclo – inicia a perda de água nos grãos, condição de aprontamento para colheita, mas a maioria das lavouras ainda apresenta grão leitoso. Nos municípios de menor altitude da região da Emater/RS-Ascar de Caxias do Sul, as áreas semeadas no início do período de implantação prevista no zoneamento agroclimático iniciam a fase de floração, fase crítica em relação ao déficit hídrico. As demais áreas ainda em germinação e desenvolvimento vegetativo apresentam bom desenvolvimento e sanidade.

Na regional de Frederico Westphalen, 100% da área com a primeira safra da cultura foi semeada. As fases das lavouras de milho são as seguintes: 10% na fase de desenvolvimento vegetativo, 20% na de floração e 70% em enchimento de grãos. As lavouras estão apresentando aspecto muito bom, com expectativas de ótimos rendimentos.

Na regional de Ijuí, com o retorno das precipitações, a cultura retomou o desenvolvimento e apresenta bom potencial produtivo. As lavouras se encontram nas fases de florescimento e enchimento de grãos. Em algumas áreas restritas que apresentam baixa fertilidade, com problemas físicos de compactação e adensamento dos solos, a cultura apresentou sintomas de desuniformidades. Em geral, as lavouras estão com bom estande de plantas e bom aspecto. Foram observados na região focos com incidência de manchas foliares em lavouras onde não houve aplicação de fungicidas.

Na regional da Emater/RS-Ascar de Soledade, 70% das áreas previstas na intenção de plantio estão semeadas, e 60% das lavouras apresentam-se na fase de desenvolvimento vegetativo, 20% em floração e 20% em enchimento de grãos; lavouras semeadas no cedo estão mais adiantadas. As altas temperaturas verificadas na semana, associadas a ventos, aceleram a evapotranspiração; assim, nessas fases de desenvolvimento, o milho aumenta a
demanda por água (mínimo 7 mm/dia). Por causa disso, na condição climática atual de chuvas esparsas e baixos volumes de precipitação, as lavouras começam a apresentar sintomas de déficit hídrico, como no Corede Vale do Rio Pardo; em outras regiões, como no
Alto da Serra do Botucaraí e Centro-Serra, as precipitações foram melhor distribuídas e com maiores volumes.

Na regional de Passo Fundo, a cultura está implantada em 96% da área de 61.889 hectares previstos na intenção de plantio. Das lavouras, 84% estão na fase de desenvolvimento vegetativo e 16% em florescimento. Os produtores seguem realizando tratos culturais de controle fitossanitário e de adubações de cobertura.

Na regional de Erechim, as semeaduras totalizaram 100% da área estimada de 44.317 hectares da intenção de plantio. As lavouras apresentam ótimo potencial produtivo, com 20% na fase de desenvolvimento vegetativo, 40% em floração e 40% em enchimento de grãos. Com as chuvas ocorridas na região, o nível de umidade voltou à normalização.

Na regional de Bagé, o plantio do milho atingiu 75% da área prevista de 40.499 hectares. As lavouras encontram-se nas fases de desenvolvimento vegetativo (70%), floração (15%) e enchimento de grãos (15%). Na semana, os plantios tiveram seguimento. As lavouras já implantadas receberam tratos culturais como aplicação de herbicidas, de ureia e para o controle de lagartas.

Na região de Pelotas, a semeadura avançou na semana e chegou a 55% da área de 53.724 hectares, em razão das melhores condições do tempo. Em Pelotas o plantio já atingiu 70% da área estimada para a safra; em São Lourenço do Sul, Herval, Piratini e Canguçu, chegou em 50%. Ainda seguem as atividades de preparo de áreas para a semeadura do restante da área prevista, que se estenderá durante todo o mês de dezembro. As lavouras estão em germinação e desenvolvimento vegetativo, com bom aspecto geral.

Na região de Porto Alegre, a semeadura atingiu o patamar de 80% da área de 34.133 hectares prevista na intenção de plantio para a safra. As fases da cultura do milho são as seguintes: 83% em germinação e desenvolvimento vegetativo, 12% em floração, 3% em enchimento de grãos e 2% em maturação.



Na região do Corede Centro-Sul, a cultura já apresenta sinais de estresse hídrico. Os produtores seguem realizando os plantios previstos e os tratos culturais nas lavouras já implantadas. Na região de Santa Maria, na semana, a semeadura avançou para 63% da área prevista de 41.295 hectares. Das lavouras implantadas, 72% delas encontram-se em desenvolvimento vegetativo, 18% na fase de floração e 10% na de enchimento de grãos.  Os produtores seguem realizando preparo de novas áreas de plantio e os tratos culturais.

Mercado (saca de 60 quilos)

Segundo o levantamento semanal da Emater/RS-Ascar, o preço médio da cultura chegou em R$ 36,22, com aumento de 3,34% em relação à semana anterior. Na região de Ijuí, o preço médio foi de R$ 35,40. Em Passo Fundo, a cotação se manteve em R$ 35,00, mesmo preço para as regiões de Frederico Westphalen e Porto Alegre. Na região de Bagé, o milho foi negociado ao preço médio em R$ 36,00. Em Erechim, a cotação esteve entre R$ 38,00 e R$ 40,00; na região de Santa Rosa, o preço médio chegou em R$ 35,10 e na regional de Pelotas, variou entre R$ 31,00 e R$ 42,00; na de Caxias do Sul, entre R$ 36,00 e R$ 39,00.

E na de Santa Maria, os preços estiveram entre R$ 30,00 e R$ 38,00, com o preço médio de R$ 34,94. Na regional da Emater/RS-Ascar de Soledade, o valor médio foi de R$ 34,60/sc.

Fonte: Emater/RS

Texto originalmente publicado em:
Informativo Conjuntural n° 1583
Autor: Emater/RS

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.