A antecipação do plantio da soja na região oeste do Mato Grosso, em comparação ao mesmo período na safra passada, é significativa. Os municípios de Campos de Julio, Sapezal e Campo Novo do Parecis plantaram juntos, na safra passada, 889.970 hectares de soja, correspondente a quase 10% da área de soja plantada no Mato Grosso.

As análises do DataSafra, mostram a região Oeste antecipando o plantio da soja. As imagens de satélite de novembro de 2019 mostram, em coloração amarela, a soja plantada já em pleno vigor. A região, grande produtora de algodão, anuncia a intenção de plantio do algodão, após a soja, cuja colheita ocorrerá mais cedo este ano.

O mapeamento de talhões de soja do DataSafra, na safra passada (à esquerda) e na safra atual em novembro (à direita), mostra a antecipação do plantio de soja (em vermelho) e também sugere que os produtores locais estão optando pelo uso de variedade de soja super-precoce.

Outra informação do DataSafra é o perfil dos sistemas produtivos utilizados na região. Na safra passada, em Sapezal, em 107 mil hectares a soja foi sucedida pelo milho safrinha e em 250 mil hectares não houve essa sucessão.

Em Campo Novo dos Parecis esta relação ficou em 154 mil hectares para soja sucedida por milho e 185 mil hectares para soja sendo substituída por outras culturas; já em Campos de Julio, a relação foi de 95 mil hectares para soja – milho e 96 mil hectares para a sucessão feita por outras culturas. Mais uma indicação que os produtores locais estão se mobilizando em direção ao algodão em 2020.



Para entrar em contato conosco, envie e-mail para datasafra@geoambiente.com.br

Fonte: Boletim Data Safra

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.