Aplicação de Cobalto e Molibdênio via foliar?

A soja necessita de uma elevada quantidade de nitrogênio para alcançar boas produtividades. Felizmente, esse nitrogênio é fornecido através da fixação biológica de nitrogênio (FBN), um processo simbiótico entre a planta e bactérias do gênero Bradyrhizobium. Contudo, assim como a baixa quantidade dessas bactérias, a deficiência de micronutrientes especialmente Cobalto e Molibdênio pode comprometer a FBN, resultando em uma baixa fixação de nitrogênio e redução da produtividade da soja.

Confira o texto completo aqui.


Rápida necrose em buva ocorre com o uso de outros herbicidas auxínicos além do 2,4-D?

A buva (Conyza spp.) é uma das principais plantas daninha na cultura da soja, causando perdas de produtividade significativas pela matocompetição com a cultura. Além a alta produção de sementes e dispersão facilitada, a planta daninha é de complexo manejo, apresentando resistência a diversos herbicidas inclusive o glifosato, herbicida mais utilizado no controle de plantas daninhas na soja RR.

Confira o texto aqui.


Inoculação da Braquiária traz bons resultados?

Fonte: SOESP.

Em vídeo no canal Embrapa – Radar da Tecnologia Soja, o pesquisador da área de fertilidade e microbiologia do solo da Embrapa Soja, Marco Antônio Nogueira aborda os benefícios da inoculação com Azospirillum e explica as vantagens de se utilizar a bactéria no cultivo da braquiária.  O pesquisador destaca que no Brasil há aproximadamente 180 milhões de hectares de pastagens, das quais cerca de 120 milhões são degradadas e a inoculação com bactérias do gênero Azospirillum pode ser uma importante ferramenta na recuperação dessas pastagens.

Confira o texto e o vídeo completos aqui.


Radiação solar: Sombreamento X Rendimento

A radiação solar é um importante componente ambiental que, além de fornecer energia luminosa para a fotossíntese, também fornece sinais ambientais para uma gama de processos fisiológicos da soja. Nesse contexto, além da intensidade da radiação, a duração e a qualidade do espectro luminoso são determinantes de respostas morfológicas e fenotípicas marcantes em soja, tais como estatura da planta, indução ao florescimento e ontogenia (Thomas,1994).

Confira o texto na íntegra aqui.


Como os percevejos influenciam na germinação e vigor das sementes de soja

Os percevejos são pragas sugadoras que atacam diretamente os grãos da soja, perfurando as vagens com seu estilete. Reduzem a qualidade do produto final, tornando os grãos pequenos, chochos e manchados.

Os percevejos incidem na cultura da soja, geralmente no final da fase vegetativa e início da reprodutiva. Neste momento mais crítico de formação do produto comercial, em que a planta está transportando seus fotoassimilados para o grão, os percevejos atacam de forma intensa.

Confira o texto completo aqui.


Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.