A restrição hídrica é um dos principais fatores limitantes da produtividade da soja (Farias; Nepomuceno; Neumaier, 2007). Embora o requerimento hídrico da soja possa variar em função da cultivar e características da planta, pode-se dizer para a obtenção de altas produtividades, o consumo hídrico da soja varia de 450 a 800 mm durante todo o seu ciclo, chegando a picos de evapotranspiração de 7 a 8 mm dia-1 durante os períodos da floração e enchimento de grãos (PAS Campo, 2005).

Embora a variável clima dificilmente possa ser controlada ou modificada, visando a obtenção de alta produtividades, observar as condições climáticas, especialmente as relacionadas a disponibilidade hídrica é de suma importância para a adequação de praticas de manejo, principalmente em sistemas de cultivo irrigados, onde é possível definir o momento de irrigação e o volume irrigado.

Em sistemas de sequeiro (sem irrigação), o solo é a principal fonte de água para as plantas, funcionando como meio de armazenamento. Embora solos com grande volume de macroporos apresentem maior capacidade de infiltração de água, é nos microporos que a água fica armazenada. Ainda que a capacidade de armazenamento de água no solo possa variar de acordo com as condições e características físicas do solo, é possível acompanhar parcialmente a capacidade de armazenamento de água no solo,

Conforme destacado por Bárbara Sentelhas, Eng. Agrônoma e CEO da AGRYMET, nos meses anteriores, (outubro e novembro de 2021), foi possível observar anomalias negativas indicando volume de chuvas abaixo da média histórica para esses períodos, o que afetou diretamente a disponibilidade hídrica do solo. Bárbara explica que embora as previsões meteorológicas para os próximos dias apontem uma redução da disponibilidade hídrica para início do mês de dezembro de 2021, para a segunda quinzena de dezembro é possível observar previsões de chuva para a maior parte do Rio Grande do Sul, refletindo em um aumento da disponibilidade hídrica do solo, beneficiando as culturas implantadas. Figura 1. Condição de armazenamento de água no solo para de 30/11/2021 a 15/12/2021 para o Rio Grande do Sul.

Adaptado: Rede Técnica Cooperativa – RTC

Veja mais: Água, evapotranspiração, déficit hídrico e produtividade da soja


No 19° episódio do ClimaCast RTC apresentado por Bárbara Sentelhas, ainda é possível visualizar as previsões pluviométricas para os próximos dias paras as principais regiões de cultivo do Rio Grande do Sul, contribuindo para a organização de atividade e planejamento do manejo da lavoura. Assim como a ocorrência de precipitações afeta diretamente a condição de armazenamento de água no solo, também pode interferir em práticas de manejo como aplicação de defensivos agrícolas, exigindo maior planejamento das atividades.

Confira abaixo o 19° ClimaCast RTC.


Inscreva-se agora no canal Rede Técnica Cooperativa – RTC clicando aqui!


Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.