Em vídeo divulgado no canal no Youtube pelo pesquisador Marcelo Gripa Madalosso é abordado sobre como entender e evitar alguns problemas enfrentados no campo que não são levados em consideração, mas que são de fundamental importância para o controle de doenças.


Como fazer o Mancozebe misturar na água?


Marcelo cita que a densidade dos produtos sólidos é totalmente diferente da água, muitas vezes, pessoas sem instruções acabam fazendo a relação de 1:1 entre sólidos e líquidos quando se usam estes produtos, o que irá acarretar em uma subdose no campo.

Quando o produtor está trabalhando no campo e necessita fazer uma dose fracionada e não possui uma balança, a dosagem do produto pode ser um problema, onde muitas vezes, o produtor acaba utilizando um copo dosador para líquidos da mesma forma que para produtos sólidos como o Mancozebe, gerando uma subdose, ou seja, colocando frações menores do produto.

Em laboratório, o pesquisador encontrou que 1 L de água corresponde a apenas 60% da quantidade de Mancozebe na forma sólida (WG) e no caso do produto em pó (WP) essa relação é ainda menor, onde 1 L de água corresponderia a apenas de 40% do produto se dosado em um recipiente de 1 L de água.

É destacado também que uma alternativa que o produtor pode utilizar para evitar problemas como esse é realizar um treinamento com o aplicador ou então utilizar uma medida exata, feita com balança antes da aplicação, no galpão ou em casa, pesando o produto e possuindo um referencial para utilizar um dosador de forma eficiente.

Confira o vídeo abaixo: 


Inscreva-se no canal do pesquisador Marcelo Gripa Madalosso Aqui



Elaboração: Andréia Procedi – Equipe Mais Soja.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.