A Embrapa lança duas cultivares durante a Expodireto Cotrijal 2020. A soja BRS 5804RR e o trevo-vermelho URS BRS Mesclador serão apresentados durante a feira, que acontece de 2 a 6 de março, em Não-Me-Toque, RS. A cerimônia de lançamento está marcada para o primeiro dia de Expodireto, 2 de março, às 11h30, no estande da Embrapa.

URS BRS Mesclador é a primeira cultivar de trevo-vermelho desenvolvida no Brasil, através da parceria entre a Embrapa Pecuária Sul, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Associação Sul-brasileira para o Fomento de Pesquisa em Forrageiras (Sulpasto).

Recomendada para formação de pastagens cultivadas consorciadas e para sobressemeadura em pastagens naturais na Região Sul, a cultivar pode incrementar a qualidade dessas pastagens por possuir elevado valor nutritivo (boa digestibilidade e elevados teores de proteína). Além disso, por ser uma leguminosa, através da simbiose com bactérias do gênero Rhizobium, fixa nitrogênio atmosférico, reduzindo a necessidade de adubações nitrogenadas com o passar do tempo.

A soja BRS 5804RR foi desenvolvida na Embrapa Trigo como uma alternativa para um dos principais problemas nos cultivos de soja na Região Sul: a podridão radicular de fitóftora, que implica na morte de plantas na fase inicial da lavoura. A cultivar é resistente à doença, que ocorre principalmente em solos com excesso de umidade e áreas sem rotação de culturas.

Outro diferencial da soja BRS 5804RR é a amplitude de semeadura, adaptada a plantios tanto no início quanto no final da época recomendada, quando demonstrou diferencial significativo em produtividade. O potencial de rendimento é superior a 100 sacas por hectare, com indicação de cultivo nos estados do RS, SC, regiões frias do PR e SP.



Mais de 60 tecnologias

A Embrapa apresenta na Expodireto mais de 60 tecnologias na vitrine e no estande institucional. São diversas opções em grãos, com cultivares de feijão, soja (convencional e transgênicas), sorgo, milho e trigo. Na área de forrageiras estarão à mostra cultivares de capim sudão, capim elefante, cornichão, trevos (branco, vermelho, vesiculoso), milheto, sorgo (silageiro e forrageiro), panicum e braquiárias. Ainda serão apresentadas cultivares de batata e frutíferas.

Na criação de suínos e aves, a Embrapa leva para a Expodireto o Estande Móvel, uma van adaptada para atender o público onde serão repassadas informações sobre tratamento de efluentes da suinocultura, bem-estar e sanidade na suinocultura e na avicultura de postura comercial, além de tecnologias para destino correto de carcaças de animais mortos na granja.

ILPF

Além das diversas opções no campo para integração lavoura-pecuária, a Embrapa vai disponibilizar na feira a experiência de realidade virtual ILPF, onde o visitante poderá aprender mais sobre os sistemas integrados de forma interativa e lúdica.

Participação em Eventos

No total, 10 Unidades da Embrapa participam da feira nesta edição: Arroz e Feijão, Clima Temperado, Trigo, Milho e Sorgo, Pecuária Sul, Soja, Suínos e Aves, Trigo, Gado de Corte, Gado de Leite e Agrossilvipastoril.

Além do atendimento no estande e na vitrine com mais de 50 profissionais, a Embrapa faz parte da programação em diferentes eventos durante a feira:

Dia 2 
– 14h, Fórum do Milho, Auditório Central
Dia 3
– 13h30, Fórum Estadual Conservação do Solo e da Água, Auditório Central
Dia 4
– 8h30, Fórum Estadual do Leite, Auditório Central
– 14h, Pecuária 4.0, Arena Digital
Dia 5
– 16h, Workshop para Jornalistas: manejo do solo na sustentabilidade da soja, estande da Embrapa

Fonte: Embrapa

Texto originalmente publicado em:
Embrapa Trigo
Autor: Joseani M. Antunes - Embrapa Trigo

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.