InícioDestaquePercevejo-marrom: período de aplicação de inseticidas influencia na eficácia de controle?

Percevejo-marrom: período de aplicação de inseticidas influencia na eficácia de controle?

O percevejo-marrom (Euschistus heros), é uma das principais pragas infestantes da cultura da soja, causando danos quantitativos e qualitativos, que abrangem desde a redução da produtividade da cultura, até a perda de atributos fisiológicos das sementes, como germinação e vigor. Embora o percevejo-marrom possa ser observado durante o período vegetativo da soja, é no período reprodutivo da cultura, mais especificamente no enchimento de grãos que a praga causa maiores danos, sendo esse, o período mais sensível da cultura, justificando o controle do percevejo.


Veja mais: Danos, manejo e controle – conheça os percevejos da soja


Dentre os métodos de controle disponível, o controle químico com o uso de inseticidas prevalece em lavouras comerciais. Conforme destacado pelo Comitê de Ação à Resistência a Inseticidas (IRAC-BR), atualmente existem quatro modos de ação ou sítio de ação primário e 15 ingredientes ativos de inseticidas registrados junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para o controle do percevejo-marrom.

Quadro 1. Inseticidas agrupados pelo modo de ação, com registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para o controle de percevejos (Euschistus heros).

Fonte: IRAC-BR (2022)

Cabe destacar que além do adequado posicionamento de produtos e definição do momento de aplicação, com base nos níveis de ação pré-estabelecidos para a praga que é de 1 ou mais percevejos ≥0,5 cm por metro linear de soja (sementes) e 2 ou mais percevejos maiores de 0,5 cm por metro linear de soja (grãos), o período da realização da aplicação de inseticidas está diretamente relacionado a eficácia de controle do percevejo-marrom em soja.

Conforme demonstrado pelo IRAC, independente do inseticida aplicado, melhores resultados de eficácia de controle são observados quando a aplicação do inseticida ocorre no período inicial da manhã, preferencialmente com temperaturas amenas e maior umidade relativa do ar.



Figura 1. Controle de Euschistus heros (% de eficácia).

Testemunha = 1,7 percevejos/m Fonte: IRAC-BR (2022)

Conforme observado na figura 1, além da eficácia de controle do percevejo-marrom ser superior quando realizado o controle nas primeiras horas da manhã (sem condições de estresse), essas condições ainda potencializam a eficácia de alguns produtos, estando essa também, relacionada a tecnologia de aplicação dos inseticidas. Sendo assim, deve-se dar preferência por realizar a aplicação de inseticidas para o controle do percevejo-marrom, nas primeiras horas da manhã, utilizando produtos registrados e seguindo as orientações técnicas para a cultura.

Referências:

COMITÊ DE AÇÃO À RESISTÊNCIA A INSETICIDAS. MANEJO DA RESISTÊNCIA DO PERCEVEJO MARROM A INSETICIDAS. IRAC-BR, 2022. Disponível em: < https://www.irac-br.org/_files/ugd/6c1e70_23289b96aa09446f8e8a4091352aecaf.pdf >, acesso em: 31/03/2022.

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)

Equipe Mais Soja
Equipe Mais Soja
A equipe editorial do portal Mais Soja é formada por profissionais do Agronegócio que se dedicam diariamente a buscar as melhores informações e em gerar conteúdo técnico profissional de qualidade.
Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Populares