A BASF realizou o primeiro Webinar sobre manejo de plantas daninhas voltado para agricultores de várias regiões do país. O evento aconteceu em 10 cidades da região Sul do Brasil, também transmitido para México e Argentina, e contou com a participação de produtores rurais, pesquisadores e executivos da BASF.

Das 350.000 espécies conhecidas de plantas, apenas 3.000 são cultivadas; e aproximadamente 250 são universalmente consideradas plantas daninhas (Embrapa). Sendo considerado no Brasil 90% dos casos há resistência. A principal solução para evitar o aparecimento ou disseminação de plantas daninhas resistentes é planejar o controle químico com a utilização de herbicidas de diferentes mecanismos de ação.

Neste manejo eficiente de plantas daninhas, podem ser utilizadas soluções como o Atectra® (Dicamba) e o Amplexus™ (Imazapique/Imazapir), por exemplo. Sempre, é claro, obedecendo seus respectivos períodos de carência para uma maior eficiência do manejo.

O objetivo foi falar sobre como superar este desafio com o manejo correto e o uso das soluções mais adequadas para cada caso. A BASF posiciona-se como parceira dos agricultores para vencer o desafio do controle das plantas daninhas assegurando, assim, a longevidade dos cultivos.

A BASF tem “batido na tecla” do manejo eficiente e este evento foi a oportunidade de explorar este tema e contribuir para o manejo correto dos agricultores. Mais uma vez, a empresa posiciona-se como parceira do agricultor na busca por maior produtividade e rentabilidade.

Fonte: Redação Equipe Mais Soja com informações da Assessoria de Imprensa BASF

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.