A China continuou comprando soja dos EUA nesta sexta-feira: foram mais 11 cargos, pelos portos do Pacífico (PNW) “We confirmed 11 cargos PNW @140/145 and another few traded today, despite holiday in China” (Nós confirmamos 11 cargos de 660 mil tons pelos portos do Pacífico a prêmios entre +140/145, de acordo com o relato que recebemos.

Recebemos a informação de Genebra, na Suíça, de que a China estava cotando 15 navios, mas acabou comprando apenas 10, como saiu na Reuters. Ao todo, comprou 1,5 milhão de toneladas na semana, tudo nos EUA. Por isso os prêmios FOB da soja brasileira para safra velha caíram 25 cents para outubro, novembro nem foi cotado, fevereiro recuou 7 cents, março ficou inalterado, abril também ficou inalterado e maio recuou 5 cents.

Novamente não houve negócios no mercado de Paper em Paranaguá. E os prêmios CIF portos da China da soja brasileira recuaram 25 cents/bushel para outubro, 25 cents para novembro, 8 cents para fevereiro, 3 para março e apenas 1 cent para maio.

No porto chinês de Dalian os preços finais da soja avançaram para US$ 481,95, contra US$ 481,77 do dia anterior. O farelo avançou para US$ 404,50/t contra US$ 404,31/t do dia anterior e o óleo de soja também avançou para US$ 854,23 contra US$ 853,83 do dia anterior.



No mercado internacional o óleo de soja avançou nesta sexta-feira

Em Rotterdam, o principal porto não-China de demanda de soja e subprodutos, a soja-grão avançou para em US$ 370,50 (US$ 362,00 do dia anterior) para novembro; o pellets de soja recuou para US$ 373,00 (379,0)/t afloat.

Os preços de alguns óleos vegetais, para o primeiro mês cotado foram: o óleo de canola recuou para US$ 895,18 (896,75)/t; o óleo de linhaça permaneceu em US$ 762,50 (762,50); o de soja avançou para US$ 786,61 (781,64); o óleo de girassol também avançou para US$ 747,50 (745,00) e o óleo de palma recuou para US$ 565,00 (585,00).

Fonte: T&F Agroeconômica

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.