Para obter boas produtividades de soja, uma série de cuidados são necessários com a cultura, visando evitar a matocompetição e a incidência de pragas e doenças. Dependendo da espécie de praga ou doença, comportamentos distintos são observados frente a incidência na cultura e os danos ocasionados. Pragas como os percevejos por exemplo, exercem maior dano na soja no período reprodutivo do que no período vegetativo da cultura.

Para auxiliar práticas de manejo da soja, o uso de escalas fenológicas é indispensável. As escalas são utilizadas para a determinação do estádio de desenvolvimento da cultura, sendo a mais utilizada na cultura da soja a escala proposta por Fehr & Caviness em 1977.



Segundo a escala fenológica de Fehr & Caviness (1977), quando ocorre o início do florescimento da soja, sendo observada uma flor aberta em qualquer nó da haste principal, a planta encontra-se em R1. A cor da flor pode variar de acordo com a cultivar, sendo mais comum as colorações roxa ou branca.

Figura 1. Planta de soja em R1 conforme escala fenológica de Fehr & Caviness (1977).

Fonte: Stoller

Nesse estádio é notado um aumento do acúmulo de matéria seca e nutrientes, o sistema radicular é estimulado ao crescimento e com isso a planta tende a aumentar a absorção de água e nutrientes do solo.

Ocorre uma alteração na evapotranspiração, aumentando o requerimento hídrico da cultura, sendo necessário maior cuidado com a cultura. Períodos prolongados de déficit hídrico podem reduzir a produtividade da soja.

É necessário cautela, intensificando o monitoramento e atentando para a presença de pragas e doenças como percevejos e Antracnose, os quais podem causar perdas qualitativas e quantitativas dos grãos.

Confira o texto completo sobre R1 e os cuidados com o estádio clicando aqui!



Referências:

FEHR, W.R.; CAVINESS, C.E. STAGES OF SOYBEAN DEVELOPMENT. Ames: Iowa State University, (Special Report, 80), 12p. 1977.

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.