Levantamento do Cepea aponta que os preços do trigo no mercado de lotes (negociação entre empresas) – considerando-se as principais regiões acompanhadas pelo Cepea – são os maiores desde meados de 2023, em termos reais (deflacionamento pelo IGP-DI).

De acordo com pesquisadores do Cepea, sazonalmente, as cotações do cereal se mantêm firmes no Brasil no segundo trimestre de cada ano, sustentadas pelos menores estoques domésticos; em 2024, os valores estão sendo influenciados também pelo ambiente externo – os estoques mundiais da safra 2024/25 tendem a cair pelo terceiro ano consecutivo.

Pesquisas do Cepea indicam, ainda, que compradores seguem relatando dificuldades em encontrar o trigo de melhor qualidade no mercado interno, reflexo da queda na produção em 2023. Por outro lado, as importações continuam firmes.

Fonte: Cepea



 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.